Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês
Dúvidas de português Por Blog Viagem ou viajem? Haver ou a ver? Tire suas dúvidas de português aqui!

“Despercebido” ou “desapercebido”?

Dois verbos semelhantes mas com sentidos diferentes.

Por Paulo Montoia Atualizado em 3 abr 2019, 16h51 - Publicado em 21 dez 2016, 17h30

Não deixe este post despercebido e você não ficará desapercebido.  Não entendeu? A gente explica. Embora semelhantes, as duas palavras querem expressar ideias diferentes.

Despercebido nega o verbo perceber. É aquilo que não se viu, não se ouviu, não se notou, não se atentou, algo a que não foi dada atenção.  Por exemplo:
• A multa no contrato passou despercebida por estar em letras miúdas.
• Caminhando despercebida, teclando ao celular, a moça não viu o buraco na calçada.
• A manobra regimental do deputado Eduardo Cunha não passou despercebida a seus opositores na Câmara.

  • Desapercebido nega o verbo aperceber, o qual aparentemente ninguém usa no Brasil desde os tempos de Dom João VI. Esse verbo tem o sentido primeiro de prover, abastecer, fornecer e, portanto, desapercebido expressa desprovido, despojado de algo, desabastecido de alguma coisa ou sentimento. Por exemplo:

    • Desapercebido de si mesmo, ele não sabia o que fazer. (no sentido de desprovido de si mesmo).
    • Ele foi pego desapercebido pela nova regra do imposto de renda. (no sentido de desprevenido).
    • O deputado foi cassado, desapercebido de argumentos convincentes. (no sentido de desguarnecido, desprovido).

    E aí? Estas, agora, você vai tirar de letra?

    Uma curiosidade: o Novo Dicionário Aurélio sempre detalha e enumera os diferentes sentidos de cada palavra. E lá pelas tantas, o verbete nos informa que aperceber também aparece na literatura com o sentido de perceber, com exemplo de escritor português do Século XIX. Ou seja, é confusão antiga!

    Continua após a publicidade
    Publicidade