logo-ge

“Taxar” ou “tachar”

taxar

“Taxar” e “tachar” são duas palavras homófonas, ou seja, têm o mesmo som, mas apresentam significados completamente diferentes. Vamos agora explicar como usá-las corretamente!

taxada-correto

A vida não está fácil, né, amigos? Pelo menos a pessoa acertou a grafia da palavra “taxada”! Parabéns! 😀 (imagem: reprodução/twitter)

TACHAR

O verbo “tachar” significa: “pôr tacha, atribuir defeito, acusar”. Essa forma (com CH e com esse sentido) deriva do francês tache, que significa “mancha, nódoa, mácula”. Você pode usá-la sempre que estiver falando de uma qualidade negativa.

Exemplo:

– Os colegas tacharam o chefe de autoritário.

– Fui tachada de louca porque reclamei os meus direitos.

TAXAR

Já o verbo taxar pode ter dois significados principais:

a) Estabelecer a taxa ou o preço de algo, ou onerar com impostos.

Exemplo:

– O governo taxou produtos importados.

– Meu presente de aniversário ficou retido nos Correios porque foi taxado.

b) A grande confusão vem do segundo sentido do verbo “taxar”. A palavra também é usada para qualificar, considerar ou avaliar.

Exemplo:

– O médico taxou de excelente a água dessa fonte.

– Taxaram de enganosa a propaganda desse produto.

Mas, e agora, como saber quando usar “taxar” ou “tachar” quando o sentido das palavras não envolve grana ou impostos? Segundo o Dicionário de Dificuldades da Língua Portuguesa, “taxar” pode ser usado tanto para expressar características boas como para denotar características más.

O homônimo “tachar”, no entanto, só é adequado para expressar características ruins ou negativas (basta lembrar da origem francesa da palavra, que significa “mancha”. Uma roupa manchada é uma roupa com defeito, certo? Dá para usar essa dica).

Você pode escrever com X:

– Meu irmão foi taxado de honesto.

– Meu irmão foi taxado de corrupto.

Você pode escrever com CH:

– Meu irmão foi tachado de corrupto.

Você NÃO pode escrever com CH:

– Meu irmão foi tachado de honesto. (nesse caso, prefira a forma com X)

 

Consultoria:

Dicionário de Dificuldades da Língua Portuguesa
Domingos Paschoal Cegalla
Editora Lexikon

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s