logo-ge

“Acarreta algo” ou “acarreta em algo”?

O verbo acarretar não precisa de preposição

Usar a preposição depois do verbo “acarretar” é um erro sutil e comum. Mas, de acordo com a norma culta, a regra é clara: o correto é “acarretar algo” (sem a preposição). Vamos te explicar por quê!

Veja também

O verbo acarretar pode apresentar duas regências: acarretar algo (transitivo direto); acarretar algo a alguém (transitivo direto e indireto). O verbo transitivo direto é aquele cujo complemento (o objeto da frase) não exige preposição. Exemplo: 

O aluno ama o professor.

O aluno = sujeito

ama = verbo transitivo

o professor = objeto direto

Com o verbo “acarretar” é a mesma coisa:

A diminuição na concorrência acarreta o aumento nos preços.

A diminuição na concorrência = sujeito

acarreta = verbo transitivo

o aumento nos preços = objeto direto

As guerras acarretam grandes sofrimentos aos povos.

As guerras = sujeito

acarretam = verbo transitivo

grandes sofrimentos = objeto direto

aos povos = objeto indireto

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s