Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês
Dúvidas de português Por Blog Viagem ou viajem? Haver ou a ver? Tire suas dúvidas de português aqui!

Contra-mão ou contramão?

O certo é contramão, entenda o porquê

Por Juliana Morales 9 mar 2020, 17h35

O uso do hífen sempre gera dúvida, né? Mas é o seguinte: segundo o Novo Acordo Ortográfico, que entrou em vigor em janeiro de 2009, usamos o hífen quando o prefixo termina com a mesma letra que começa a segunda palavra ou quando a segunda palavra começa com “h”, como contra-ataque ou contra-habitual. Em todos os outros casos com “contra”, o prefixo é escrito junto à palavra já existente, como é o caso de CONTRAMÃO (sem o hífen).  

  • A palavra é usada para mencionar algo que está em sentido oposto, em sentido contrário ou fora de mão. Um exemplo é a frase “este carro está circulando na contramão”, para se referir ao sentido oposto do autorizado para o fluxo de veículos em uma rua.

    Outros exemplos:

    • “Não vou ao shopping agora porque é muita contramão para mim.”;
    • “A ambulância pegou uma contramão para chegar logo ao hospital.”
  • “Contramão” também é muito usada no sentido figurado, para uma opinião ou ação contrária ao senso comum, que se opõe à maioria.

    Exemplos:

    • “Ele está sempre na contramão da família.”;
    • “Aquele fato estava na contramão da história.”

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade