logo-ge

O certo é cidadãos, cidadões ou cidadães?

Qual o plural das palavras terminadas em “ão”

Cidadãos. Mas há também palavras que terminam em “ães” ou em “ões”. Ou que aceitam qualquer uma das três formas.

Então, não se sinta sozinho caso já tenha errado ou ficado em dúvida quanto a essas terminações, afinal, há uma série de regras – e também de exceções – que cercam os plurais.

A razão dessas variações é puramente etimológica, ou seja, relacionada à origem. Mas se recorrermos a alguns conceitos de acentuação e sílabas tônicas é possível solucionar boa parte das exceções.

Vejamos algumas dessas ocorrências.

Os plurais -ões

Este caso é praticamente a regra, já que a maioria das palavras terminadas em -ão forma plural em -ões.

Alguns exemplos:

  • Visão – visões
  • Coração – corações
  • Eleição – eleições
  • Porão – porões
  • Limão – limões
  • Estação – estações
  • Colchão – colchões
  • Caminhão – caminhões

Nessa categoria estão também todos os aumentativos:

  • Vozeirão – vozeirões
  • Casarão – casarões
  • Amigão – amigões

Os plurais -ãos

O acréscimo apenas do “s”, resultando na terminação -ãos, ocorre em todas as paroxítonas (quando a sílaba tônica, mais forte, da palavra é a penúltima) e em algumas oxítonas (quando a sílaba tônica é a última), inclusive em algumas monossílabas. Veja alguns exemplos:

  • Órfão – órfãos
  • Bênção – bênçãos
  • Cidadão – cidadãos
  • Irmão – irmãos
  • Sótão – sótãos
  • Mão – mãos
  • Chão – chãos
  • Grão – grãos

Os plurais -ães

Poucas palavras mudam sua terminação, no plural, para -ães. Nesse caso não há uma regra específica, mas é possível listar alguns exemplos.

  • Alemão – alemães
  • Cão – cães
  • Capitão – capitães
  • Catalão – catalães
  • Charlatão – charlatães
  • Escrivão – escrivães
  • Guardião – guardiães
  • Pão – pães
  • Sacristão – sacristães
  • Tabelião – tabeliães

Por fim, há palavras que aceitam duas ou mais dessas variações. Estas são algumas delas:

  • Alazão – alazães e alazões
  • Aldeão – aldeões, aldeãos e aldeães
  • Anão – anões e anãos
  • Ancião – anciãos, anciães e anciões
  • Artesão – artesães e artesãos
  • Castelão – castelãos e castelões
  • Cirurgião – cirurgiões e cirurgiães
  • Corrimão – corrimãos e corrimões
  • Deão – deães e deões
  • Ermitão – ermitãos, ermitães e ermitões
  • Faisão – faisães e faisões
  • Guardião – guardiães e guardiões
  • Hortelão – hortelãos e hortelões
  • Refrão – refrães e refrãos
  • Rufião – rufiões e rufiães
  • Sacristão – sacristães e sacristãos
  • Sultão – sultões, sultãos e sultães
  • Verão – verões e verãos
  • Vilão – vilãos e vilões
  • Zangão – zangões e zangãos

 

Fontes:

Brasil Escola/Uol

Estudo Prático/Terra

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s