Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês
Dúvidas de português Por Blog Viagem ou viajem? Haver ou a ver? Tire suas dúvidas de português aqui!

Saiba a forma certa de fazer o plural de adjetivos compostos

Por Ana Lourenço Atualizado em 24 fev 2017, 15h14 - Publicado em 30 dez 2015, 19h52

*por Paulo Montoia


Imagem: Thinkstock

Você, caro vestibulando, vai perceber que o plural de adjetivos compostos é mais um item pertencente ao universo pantanoso da gramática. Ele reúne regras bem claras, mas das quais algumas palavras escapuliram – ou seja, as exceções. Além disso, um volume grande de casos, que são invariáveis enquanto adjetivos, pode variar quando são substantivos.

– Os adjetivos compostos habitualmente vêm separados por hífen (há exceções) e apenas o último elemento deve ser modificado para concordar em gênero (masculino e feminino) e número (singular e plural) com o substantivo.

Exemplos:
– atletas franco-argentinos
– políticas econômico-sociais
– medidas político-sociais e socioambientais
– equipamentos e iniciativas médico-hospitalares
– crianças mal-educadas, rapazes mal-educados
– camisas verde-claras, objetos verde-claros.

Exceções: Os gramáticos perceberam que não podiam aplicar a regra a tudo: a surdez e mudez humana flexionam em gênero e número: surdos-mudos e surdas-mudas. Entre todas as cores, a azul-marinho e a azul-celeste também foram agraciadas com exceção e, quando adjetivos, não variam: ternos azul-marinho, madeixas de cabelo azul-marinho. Decidiram mantê-las na regra que vêm a seguir, que envolve substantivo.

Continua após a publicidade

– Os compostos de Adjetivo + substantivo devem ficar invariáveis na regra geral. Gravatas verde-oliva, sapatos marrom-café, chapéus amarelo-abóbora, calças verde-abacate, xales vermelho-cereja e vermelho-goiaba, e assim por diante. Segundo Domingos Paschoal Cegalla, subentende-se como contração de “da cor de”: calça verde-abacate equivale a “calça da cor verde do abacate”.

Também os compostos de cor+de devem ficar invariáveis em gênero e número, com ou sem hífen: roupas cor-de-rosa, tênis cor de burro quando foge.

Atenção, não se confunda: quando substantivos todas essas cores podem flexionar em número, segundo o dicionário de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira: verdes-abacate e verdes-abacates, rosa-goiaba e rosas—goiabas, e assim por diante.

Referências

Dicionário de dificuldades da Língua Portuguesa; Cegalla, D.P, Lexikon editora 2013; Novo Dicionário Aurélio (eletrônico), Positivo Informática, Guia do Estudante Redação 2016.

Continua após a publicidade

Publicidade