logo-ge

Como o livro Capitães da Areia é cobrado no vestibular

Obra de Jorge Amado é a escolhida do mês no #ClubeDoLivro

Foto: Reprodução

 (Capitães da Areia/Reprodução)

Capitães da Areia, de Jorge Amado, é a obra escolhida pelos leitores do Guia do Estudante para o Clube do Livro de setembro. O romance é um grande clássico da literatura brasileira e sempre está presente em lista obrigatória de vestibular.

O livro, que retrata o cotidiano de um grupo de meninos de rua, procura mostrar não apenas os assaltos e as atitudes violentas de sua vida bestializada, mas também as aspirações e os pensamentos ingênuos, comuns a qualquer criança.

Leia o resumo e a análise de Capitães da Areia.

Com os vestibulares se aproximando, é importante saber se você realmente compreendeu o livro e está preparado para enfrentar as provas. Por isso, separamos algumas questões que já foram cobradas em processos seletivos anteriores.

Teste seus conhecimentos, respondendo as perguntas abaixo. No fim do post, você encontra o gabarito e alguns comentários feitos pelo cursinho Oficina do Estudante.

Questões 1ª fase Fuvest 2016

Leia o texto para responder às questões:

(Clique para ampliar)

(Clique para ampliar) (Fuvest/Reprodução)

Questão 1

(Clique para ampliar)

(Clique para ampliar) (Fuvest/Reprodução)

Questão 2

(Clique para ampliar)

(Clique para ampliar) (Fuvest/Reprodução)

Questão 3

(Clique para ampliar)

(Clique para ampliar) (Fuvest/Reprodução)

Questão 4

(Clique para ampliar)

(Clique para ampliar) (Fuvest/Reprodução)

Questão 2ª fase Fuvest 2016

(Clique para ampliar)

(Clique para ampliar) (Fuvest/Reprodução)

Questão ITA 2011

Sobre o romance Capitães da Areia, de Jorge Amado, é INCORRETO afirmar que:

(Clique para ampliar)

(Clique para ampliar) (ITA/Reprodução)

Questões Faculdade Cásper Líbero 2016

Questão 1

(Clique para ampliar)

(Clique para ampliar) (Faculdade Cásper Líbero/Reprodução)

Questão 2

(Clique para ampliar)

(Clique para ampliar) (Faculdade Cásper Líbero/Reprodução)

Questão 3

(Clique para ampliar)

(Clique para ampliar) (Faculdade Cásper Líbero/Reprodução)

Gabarito 1ª fase Fuvest 2016

Questão 1 – E

A questão sobre Capitães da areia, relacionada ao trecho no qual Omulu começa sua vingança contra os ricos, traz algumas afirmações relacionadas ao contexto histórico, social e cultural do Brasil da década de trinta.

Na primeira afirmação, destaca-se a importância do candomblé como resistência cultural e política a partir da figura de Omulu, orixá que intenta uma vingança social a favor dos pobres. A segunda afirmação apresenta a persistência da discriminação contra religiões afro-brasileiras originadas no período colonial, até o século XX. A terceira afirmação, também correta, registra a desigualdade social do Brasil, bem evidente no romance. Logo, todas as afirmativas estão corretas.

Questão 2 – B

Essa questão exigia do candidato um conhecimento relacionado à historiografia literária, mais precisamente sobre as características da prosa regionalista da segunda geração modernista. Facilmente o candidato poderia identificar como correto o item que indicava o tratamento preferencial às questões sociais de realidades específicas, a saber, a realidade do nordeste brasileiro.

Questão 3 – A

A questão exigia um conhecimento interdisciplinar do candidato, que deveria saber relacionar a bexiga, que contamina a cidade de Salvador em “Capitães da areia”, com suas características biológicas. O conhecimento de que a varíola é provocada por um vírus, e é contagiosa, ajudaria a identificar a alternativa A como a correta. Exclui-se a B como correta, pois o vírus não é exclusivo de zonas tropicais nem se propaga com as chuvas.

Questão 4 – A

Nesta questão, de literatura comparada, o candidato deveria comparar aspectos éticos dos dois romances da segunda geração modernista. Uma leitura atenta permitiria o reconhecimento da alternativa A como a correta, já que indica a preocupação com os problemas sociais relacionados a diferenças de classe e cultura.

Gabarito 2ª fase Fuvest 2016

a) Trata-se de um efeito contrastante, numa evidente crítica às disparidades socioeconômicas denunciadas no romance. Ao se atirar diante do prestigiado Elevador Lacerda, o miserável Sem-Pernas se constitui numa espécie de mancha na bela paisagem, sabotando, com seu suicídio de menino de rua, a imagem oficial do “cartão-postal”.

b) O desnível do Elevador Lacerda é o signo concreto do abismo entre a miséria da “Cidade Baixa” (com sua zona portuária, o trapiche e o meretrício) e a modernidade da “Cidade Alta” (centro econômico de Salvador). Assim, o espaço em que o narrador situa o suicídio de Sem-Pernas confere à cena um contraste feroz e explícito já declinado ao longo de todo o romance.

Gabarito ITA 2011

Alternativa E

Gabarito Faculdade Cásper Líbero 2016

Questão 1 – E
Questão 2 – C
Questão 3 – A

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s