logo-ge

Cinco estrelas: conheça o curso de Ciências Biológicas da UnB

Curiosidade, disposição, interesse por ciência, pelo corpo humano e pela natureza são algumas características comuns em biólogos. Claro que você não precisa ser nenhum grande aventureiro explorador, passar dias na mata e nadar com golfinhos, se não quiser, mas imagino que essa seja a primeira imagem que venha à sua cabeça ao pensar nesses profissionais. Além do estudo de campo e da docência, o mercado de trabalho do biólogo é muito diverso. Ele pode atuar, por exemplo, pesquisando propriedades medicinais de plantas em laboratórios, na de saúde pública, desenvolvendo compostos alimentares nutritivos, realizando análises de impacto ambiental de obras ou até mesmo estudando a relação entre organismos aquáticos.

Por isso, hoje vamos conhecer um pouco mais sobre a profissão e o curso de Biologia da Universidade de Brasília (UnB), avaliado com cinco estrelas pelo Guia do Estudante. “O curso de biologia é o mais amplo possível, já que você pode trabalhar nas áreas humanas, nas exatas e na saúde, por exemplo. Nas ciências humanas você pode trabalhar com aspectos antropológicos da evolução do homem, ou também com populações carentes com melhor aproveitamento de materiais e alimentos. Já nas ciências exatas há o trabalho com astrobiologia, que é estudo da vida em outros planetas, e na saúde o biólogo atua em todos os processos laboratoriais”, conta Fernando Magela, estudante do quarto semestre do bacharelado em Biologia na UnB.

(Imagem: Thinkstock)

Estrutura do curso

A universidade oferece a graduação em duas modalidades: bacharelado, para quem se interessa em atuar na área como biólogo pesquisador, e licenciatura, em que o formado pode dar aulas e seguir carreira acadêmica com mestrado, doutorado e pós-doutorado. Cada um dos cursos recebe 40 novos alunos por semestre, sendo o bacharelado no período diurno e a licenciatura no noturno. Ao todo, 160 estudantes ingressam anualmente no curso de Biologia da UnB, que tem duração mínima de quatro anos e duas formas de entrada. A do primeiro semestre se dá via Sisu, e a do segundo é feita a partir do processo seletivo da própria instituição.

>> Saiba mais sobre a carreira de Ciências Biológicas

Ao longo do curso, os estudantes estarão em contato com oito temas centrais das Ciências Biológicas: botânica, biologia celular, fisiologia, ecologia, genética, fitopatologia, morfologia e zoologia. A grade curricular composta por estes nichos envolve também disciplinas complementares de outras áreas, como Fundamentos da História da Terra, Fundamentos de Física, Biofísica, Química Orgânica Fundamental e Matemática. “A grade horária é montada de acordo com sua preferência e você pode escolher as turmas e horários que mais te satisfaçam. Além disso, a graduação oferece grande diversidade de disciplinas que podem ser cursadas além do currículo obrigatório”, explica Igor de Oliveira Santos, aluno do quarto período da licenciatura. A infraestrutura do curso da UnB também é elogiada pelos estudantes, já que o prédio que abriga os departamentos de Ciências Biológicas passou por reformas recentes e tem laboratórios novos. “O Instituto de Biologia é um dos maiores, senão o maior instituto da UnB. A maioria das matérias envolve aulas práticas o que é bem legal e torna toda a teoria mais compreensível”, ressalta Fernando.

Trabalhos de campo

Tá tudo muito bom, tá tudo muito bem, mas se você realmente gosta da área e pensa em ingressar em Biologia é bom ter em mente que, além da parte teórica, a maioria das disciplinas envolve também a prática. E, para o curso em questão, isso quer dizer que você terá que ir a campo estudar e ver de perto os temas abordados no curso. Mas não se assuste! Ninguém vai exigir que você seja a pessoa mais aventureira e corajosa do mundo, só que participe das atividades previstas, como destaca Fernando. “Não é possível escapar de saídas de campo ou algum tipo de laboratório, mas é claro que ninguém é obrigado a subir no meio parte mais alta ou pegar uma serpente nas mãos.” Então, se você gosta de Biologia, fique tranquilo. Essas atividades serão exigidas apenas durante o curso, mas depois de formado você poderá seguir uma área que tem mais a ver com você, como, por exemplo, microscopia, bioquímica e outras tantas que envolvem trabalho laboratorial.

Além disso, os trabalhos de campo também podem ser experiências divertidas, apesar dos perrengues, já que a turma inteira está reunida em uma viagem para fazer o que gosta: observar a natureza. “Imprevistos sempre acontecem. Chuva, lama, sol de rachar e por isso bom humor e trabalho em equipe são necessários”, lembra Fernando. “Temos a oportunidade de presenciar momentos na natureza que são impagáveis, eles bastam para valer a pena a viagem. O último campo que eu fiz foi em Cavalcante (GO), onde fizemos um mapeamento dos insetos do local juntamente com a disciplina de Entomologia. É indescritível o quão bela é a natureza e quantas coisas ela nos proporciona. Pudemos ver a diversidade biológica que o local tem e conseguimos nos desligar do mundo”, completa Igor.

Vida de universitário

Igor conta que seu interesse por Biologia veio desde cedo, na escola. “Amava as aulas de ciência e era fascinado pela imensidão que existe. Tive ótimos professores que souberam me cativar mais ainda à curiosidade e a vontade de aprender mais sobre o estudo da vida”. O aluno, que atualmente estagia em um laboratório de Bioquímica da universidade destaca que tem planos de cursar também o bacharelado e trabalhar com pesquisas em biologia molecular. Já Fernando, que pretende seguir carreira acadêmica, pesquisando e dando aulas, lembra que a escolha da profissão foi uma etapa difícil, principalmente por causa da indecisão comum aos vestibulandos na hora de escolher uma carreira, mas ressalta que o curso da UnB o surpreendeu positivamente.

O estudante também faz estágio em um órgão da própria UnB, o Laboratório de Neurociências e Comportamento, e diz que o contato com o dia-a-dia da profissão é essencial para saber quais áreas dentro do próprio curso te interessam mais. Iniciativa para ir atrás do que se quer também é importante nesses casos. Fernando conta que, durante os primeiros dias de aula, caminhou pelos corredores de alguns laboratórios e resolveu perguntar por vagas de estágio. “Para minha surpresa o professor aceitou mesmo eu sendo calouro. Saber que tem gente disposta a ensinar e que muitas vezes o que realmente é necessário é vontade de estar ali e aprender é motivador. Isso mudou toda a minha visão do curso e da própria vida na universidade”, finaliza o estudante.

Palavra de Estudante

Fernando Magela: “Calouros: os veteranos são gente boa! O trote é limpo e você não precisa ir, mas é legal ir por que levamos os calouros pra almoçar no restaurante universitário e explicamos muitas coisas importantes pra convivência no curso e na UnB. Existem auxílios da própria faculdade no transporte, na alimentação, bolsas permanência pra alunos em situações de risco e há também a Casa do Estudante para estudantes que vêm de longe e precisam de moradia.”

Igor Santos: “A recepção é cercada de muita música e uma acolhida que só a Biologia pode dar, sem humilhações e sem nenhum tipo de agressão, sempre queremos dar uma boa impressão para aqueles que são os recém-chegados ao curso. No dia do resultado do vestibular, nos concentramos no local onde são divulgados os nomes dos aprovados, e assim que um se manifesta começamos a festejar com ele, os sujamos de tinta e farinha para representar o desprendimento do ensino médio e agora um novo rumo para o sucesso. Nós temos um Centro Acadêmico, o CABio, que é um lugar para se relaxar, conversar com os amigos e realizar “conversas de boteco”, além de discutir como podemos melhorar nosso curso e melhorar nossa profissão. Além disso, o curso tem também Atlética bastante forte que treina bastante e que, como de tradição, compete para buscar troféus. Para o estudante de Biologia, participar da atlética se torna, de maneira geral, uma forma de relaxar e praticar exercícios. Posso dizer que a Biologia é uma família!”

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s