logo-ge

Cinco estrelas: conheça o curso de Farmácia da UFC

(Imagem: Thinkstock)

Se o trabalho em laboratório te encanta, o curso de Farmácia pode ser uma boa opção para você. O profissional dessa área pesquisa compostos e fórmulas para criar novos medicamentos, remédios e vacinas; realiza análises clínicas e estuda o material genético. Além disso, uma opção para o farmacêutico é atuar no controle de qualidade de alimentos, por meio da análise de sua composição. A indústria cosmética também é um dos principais mercados que absorvem os formados. Legal, né? Hoje vamos conhecer melhor o curso da Universidade Federal do Ceará (UFC), avaliado em cinco estrelas pelo Guia do Estudante.

Localizada no campus do Porangabuçu, em Fortaleza (CE), a graduação da UFC é integral, tem duração mínima de cinco anos e aborda quatro especialidades: Farmácia Hospitalar, Indústria Farmacêutica, Análises Clínicas e Cosméticos. O ingresso na universidade se dá por meio do Enem, via Sisu. Para entender melhor o funcionamento do curso, conversamos com Elis Nascimento, estudante do oitavo semestre. Ela conta que a grade curricular tem muitas disciplinas ligadas à Química e lembra que quem tem dificuldade nessa área pode ficar tranquilo: as turmas são acompanhadas por monitores, que ajudam os alunos a estudar e a realizar as atividades propostas!

A prática farmacêutica está presente durante todo o curso. Para se formar, cada estudante deve realizar cinco estágios obrigatórios. Do total, Elis já fez dois, ambos em hospitais. Em um deles, a aluna trabalhou no setor de manipulação de medicamentos quimioterápicos no Hospital Infantil Albert Sabin. “Fiquei maravilhada, porque pude trabalhar em áreas que sempre me interessei!”, lembra. Já no de Toxicologia, por exemplo, os estudantes descobrem como atuar em casos de intoxicação no dia-a-dia do ambiente hospitalar. “Precisamos lidar com picadas de escorpiões e cobras, além de envenenamentos acidentais ou não”, explica. A graduação conta ainda com projetos de extensão, grupos de pesquisa e uma empresa júnior, a Ipharma, em que os alunos podem por em prática os conhecimentos aprendidos em sala de aula.

Leia a entrevista completa!

GUIA DO ESTUDANTE: Como e por que você decidiu fazer Farmácia? O que diferencia o curso da UFC dos outros da área?

Elis Nascimento: Assim como a uma boa parte dos pré-universitários, eu ainda não tinha certeza de qual curso escolher. Então, resolvi pesquisar acerca daqueles que mais chamavam minha atenção, os que tinham Química e Biologia, preferencialmente, voltados para a área da saúde. E o curso de Farmácia se encaixa perfeitamente nesse padrão. É um curso muito eclético, pois conta com inúmeras áreas de atuação do profissional farmacêutico. São mais de 75. Dentre as especialidades: Farmácia Hospitalar, Indústria Farmacêutica, Análises Clínicas e Cosméticos.

E sobre o diferencial da UFC, eu diria que, por ser uma universidade bastante estimulada à pesquisa científica e tecnológica, o curso se destaca entre os demais. A iniciação científica, projetos de extensão e iniciação à docência são os principais meios de inclusão, desenvolvimento e capacitação dos alunos na universidade, o que faz com que se formem profissionais bastante competentes, capacitados e treinados para encarar o mercado de trabalho.

GUIA: O que você diria para o leitor que quer fazer Farmácia, mas não sabe ainda se essa é a profissão certa e precisa de dicas?

Elis: Muita gente tem medo da área de Farmácia quando sabe que tem muitas matérias ligadas à Química. Eu acho incrível e posso garantir que não é tão assustador quanto parece! Hahaha. Mas sei que nem todo mundo é bom em tudo, logo, se você tem deficiência nessa área, quem sabe não é bom em Histologia, Farmacologia ou Microbiologia? Os alunos vão se ajudando, e os monitores são bastante prestativos e isso torna o curso mais interessante.

GUIA: Qual o enfoque do curso da UFC?

Elis: Como nosso curso é voltado para a formação de farmacêutico generalista, nós estudamos todas as áreas ou o principal de cada uma delas. E essa variedade de assuntos estudados foi o que mais me impressionou. A Farmácia da UFC tem um enfoque especial nas áreas de Análises Clínicas, que inclui Microbiologia, Parasitologia e

Hematologia Clínicas; e de Citologia e Imunologia Aplicadas, dentre muitas outras, voltadas tanto para o desenvolvimento de pesquisas técnico-científicas, quanto para o trabalho em Laboratórios de Análises.

GUIA: A  infraestrutura do curso é legal? Vocês têm muitos laboratórios? Eles são bem equipados?

Elis: A infraestrutura da UFC é muito boa, dispõe de laboratórios bem equipados. Inclusive agora a Farmácia está com um novo bloco didático, que dispõe de ótimas salas de aula e espaço de convivência para os estudantes. Além disso, é próximo ao restaurante universitário do campus do Porangabuçu. Porém, a acessibilidade ainda falta, pois não há elevadores, e as salas de aulas e laboratórios são nos andares superiores do prédio. Outro problema é a falta de materiais (não só no curso de Farmácia), o que dificulta muito a realização das atividades em laboratórios e ocorre de muitas vezes os próprios professores comprarem o material necessário.

GUIA: Vocês fazem visitas técnicas e projetos voltados à comunidade local? Há integração com estudantes de outros cursos de Saúde?

Elis: Nós temos visitas durante algumas aulas. Nas disciplinas de Farmácia Hospitalar e Atenção Farmacêutica, são programadas visitas e até desenvolvimento de projetos nos hospitais, principalmente no Hospital Universitário, e fora deles, visando à comunidade. Nessa linha, também são realizados vários projetos de extensão para atender a comunidade, muitos deles em conjunto com outros cursos da UFC, visto que o curso é orientado para integração entre os profissionais da saúde e para formação de uma equipe multidisciplinar. Um exemplo dessas iniciativas é o Programa de Educação Tutorial (PET) – Saúde, que integra Farmácia, Odontologia, Enfermagem, Fisioterapia, Medicina e Psicologia.

GUIA: Como é o atendimento na farmácia universitária?

Elis: Na farmácia universitária são atendidos quaisquer clientes que precisem dos serviços. Eles vêm principalmente do Hospital Universitário Walter Cantídio, da Maternidade Escola Assis Chateaubriand e do Instituto do Câncer do Ceará, que são próximos. Ela funciona semelhante a uma farmácia comercial e com manipulação.

GUIA: Agora vamos falar mais especificamente da profissão. Quais são as principais áreas de atuação em Farmácia?

Elis: As áreas de atuação são diversas. O farmacêutico pode trabalhar em indústrias de medicamentos alopáticos (mais comuns), homeopáticos (feitos a partir de altas diluições) e fitoterápicos (à base de plantas); na elaboração de remédios e vacinas; em bancos de leite e hemocentro, na análise do material utilizado; em laboratórios e hospitais, nas análises clínicas e toxicológicas e na área de Biologia Molecular, no estudo do material genético.

Outras opções incluem a vigilância sanitária e a avaliação do uso de medicamentos por pacientes quer internados, quer atendidos em ambulatórios. A Bromatologia é mais uma área de atuação, e nela o graduado controla a qualidade dos alimentos através de análises físico-químicas e microbiológicas. Uma possibilidade é lidar com Medicina Legal, sendo perito criminal.

O farmacêutico pode trabalhar ainda no serviço público, na vigilância epidemiológica, como professor no ensino superior ou como consultor, na elaboração de pareceres, laudos e atestados; além de atuar em indústrias do ramo alimentício. Uma área que promete boas oportunidades é a Biotecnologia. Existe a obrigação legal de manter um farmacêutico responsável em farmácias e drogarias. Novos postos de trabalho estão sendo ofertados por planos de saúde, na atenção ao contratado.

GUIA: E há algum mercado que tem crescido?

Elis: Acredito que o ambiente da Farmácia Hospitalar está ganhando mais destaque. Muita gente não sabe o papel do farmacêutico nos hospitais, mas ele é fundamental em tudo que tem a ver com o medicamento. Por exemplo, no controle de medicamentos, diminuição de interações medicamentosas e consequente diminuição de efeitos adversos relativos ao mau uso deles.

GUIA: Você faz estágio? Como está sendo sua experiência?

Elis: Na nossa grade curricular, temos cinco estágios curriculares e um diferencial. Este semestre estou fazendo o Estágio II, de Farmácia Hospitalar, onde nos hospitais que somos designados conhecemos na prática o papel do farmacêutico. Minha experiência está sendo muito interessante. Meu estágio é no Hospital Infantil Albert Sabin, que é referência no Nordeste e onde é feito o tratamento de quimioterápico infantil. É muito gratificante cada momento que eu passo lá e saber que é feito todo o possível no tratamento das crianças. Nos primeiros dias fiquei no setor de Manipulação de Quimioterápicos e fiquei maravilhada, porque abordava duas áreas que sempre me interessei: manipulação de medicamentos e quimioterapia.

O outro estágio que estou fazendo esse semestre é no Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox), no Hospital Instituto Dr. José Frota (IJF), que oferece assistência toxicológica para todo o estado. Toxicologia também é uma área incrível e muito importante pra população. No estágio, que está disponível para os alunos depois da cadeira de Toxicologia, nós aprendemos como lidar com intoxicação na prática clínica dos hospitais, por exemplo, com picadas de escorpiões e cobras, além de envenenamentos acidentais ou não.

Além desses estágios, há os Estágio I (Farmácia Comercial, Manipulação e Posto de Saúde), Estágio III (Análises Clínicas) e Estágio V (Indústria Farmacêutica), que ainda não realizei. Pretendo seguir carreira na área de Indústria, mas ela não é tão desenvolvida aqui no Ceará.

GUIA: Só mais uma dúvida, hehe: Como é a recepção dos calouros nas Farmácia da UFC? Os veteranos são legais? 😉

Elis: A recepção dos calouros é sempre cheia de gincanas e surpresas! Durante a Semana Zero, os estudantes são recebidos com palestras que explicam o objetivo do curso e apresentam as atividades do CA, do PET e da Ipharma (Empresa Junior). Além de mostrar o campus e atividades que possam ser realizadas na Universidade.

Na recepção da minha turma foi onde eu descobri áreas da Farmácia que eu nem tinha ideia, como a Bromatologia. A turma é dividida nas 4 áreas principais do curso (Análises Clínicas, Indústria Farmacêutica, Bromatologia, Farmácia Hospitalar) e durante a semana são realizadas as gincanas, onde debatem sobre essas áreas e sobre música e assuntos da atualidade. Have fun!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s