Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês
Melhores faculdades Por Blog Tudo sobre os cursos das melhores instituições de ensino superior do país e do mundo

Fisioterapia: conheça os melhores cursos da região Sudeste

Por Maria Fernanda Teperdgian Atualizado em 24 fev 2017, 15h08 - Publicado em 30 jun 2016, 17h15

O sudeste concentra o maior número de oportunidades e os melhores salários. Por isso, se você escolheu prestar vestibular para fisioterapia nessa região, a gente te mostra quais são os melhores cursos, segundo a Avaliação do GE 2015:

 

Universidade Estrelas Duração Mensalidade Por meio do Sisu
(MG) Alfenas – Unifal-MG ★★★★★ 5 anos gratuita Sim
(MG) Belo Horizonte – UFMG ★★★★★ 5 anos gratuita Sim
(SP) Piracicaba – Unimep ★★★★★ 5 anos $$$$$ Não
(SP) Ribeirão Preto – USP ★★★★★ 5 anos gratuita Sim
(SP) Santos – Unifesp ★★★★★ 5 anos gratuita Sim
(SP) São Carlos- UFSCar ★★★★★ 4 anos gratuita Sim
(SP) São Paulo – USP ★★★★★ 5 anos gratuita Não

E atenção! Dos 14 cursos do país que conquistaram cinco estrelas, metade está na região sudeste.

O curso:

O fisioterapeuta trata e previne doenças e lesões, empregando técnicas como massagens e ginástica. Este profissional diagnostica e trata problemas causados por má-formação, acidentes ou vícios de postura.

iStock

Conheça cinco das principais atividades que o fisioterapeuta pode fazer:

  1. Ortopedia e traumatologia: acelerar a recuperação de movimentos e reduzir dores de pacientes com fraturas, traumas ou luxações. Prevenir e reabilitar lesões da coluna vertebral e das articulações causadas por postura incorreta ou esforço repetitivo.
  2. Fisioterapia esportiva: prevenir e reabilitar lesões em atletas e em praticantes de atividades esportivas.
  3. Fisioterapia do trabalho: prevenir e tratar doenças relacionadas com o trabalho, como as lesões causadas por esforço repetitivo (LER).
  4. Cardiologia e pneumologia: cuidar de pacientes nas fases pré e pós-operatória. Prevenir e tratar doenças respiratórias e cardíacas, além de reabilitar doentes, prescrevendo e aplicando exercícios ligados aos aparelhos respiratório e circulatório.
  5. Grupos especiais: estimular os músculos de quem sofre limitações de movimento, como idosos e portadores de deficiência física.
Continua após a publicidade
Publicidade