logo-ge

9 coisas que você precisa saber sobre Educação Física

O fato de as pessoas viverem mais e buscarem mais qualidade de vida aquece o mercado de trabalho para os profissionais da área

A licenciatura (curso de formação de professores) em Educação Física é um dos dez cursos superiores que mais concentram matrículas no país. Para entender melhor como é essa graduação e ver se você tem o perfil para ela, conversamos com o professor Severino Leão de Albuquerque Neto, coordenador do curso da Universidade Católica de Brasília (UCB). Ele apontou 9 pontos essenciais sobre esse curso.

 

1- Alunos costumam se identificar com um estilo de vida ativo e gostam de atividades físicas e esportes

De modo geral, os candidatos ao curso de Educação Física são pessoas dinâmicas, proativas e protagonistas, gostam das práticas esportivas e do estilo de vida ativo. Também costumam valorizar a imagem, os cuidados com o corpo, a alimentação saudável e o bem estar pessoal e coletivo. Têm afinidade com as grandes áreas da Saúde e da Educação.

2- Carreira também é voltada para a prevenção e o tratamento de doenças

Além das atuações clássicas (esportes, fitness e educação – professor de educação física) a área de prevenção e tratamento de doenças crônicas não transmissíveis (como obesidade, hipertensão, diabetes, cardiopatias etc) e o atendimento a pessoas com  limitações motoras, intelectuais e psicológicas vêm crescendo e se consolidando. E isso abre espaço para os alunos que se identificam com a área da Saúde e gostariam de aliar o gosto pela atividade física com a intervenção profissional voltada para esse setor.

3– Há diferenças entre os cursos de bacharelado e licenciaturas

O egresso do curso de licenciatura é o único que está autorizado (legalmente) a lecionar a disciplina de Educação Física no ensino básico (infantil, fundamental e médio), enquanto o egresso do curso de bacharelado está qualificado a atuar em todos os demais campos profissionais. Mas há uma grande margem de interconexão entre as duas formações, pois tratam do mesmo objeto de estudo e intervenção (a cultura corporal do movimento humano).

Essa interconexão permite, por exemplo, ter numa mesma disciplina ou grupo de estudos alunos das duas habilitações. Em contrapartida, há muitas disciplinas que são cursadas exclusivamente por apenas uma das habilitações.

Por esses motivos é comum que os acadêmicos ao final de um dos cursos reingressem no outro curso, façam o aproveitamento de disciplinas comuns e complementem sua formação para poder atuar em todas as áreas de intervenção profissional.

4 – Disciplinas básicas incluem os aspectos biológicos, fisiológicos e anátomo-funcionais do corpo humano

Embora possa haver diferença entre as instituições, de forma geral, alguns componentes curriculares são considerados básicos, como:

– os conhecimentos sobre o homem e a sociedade (História da Educação Física e dos Esportes, Sociologia, Filosofia, Ética e Antropologia), onde se enfatizam as estruturas sociais e como a Educação Física se insere nessas estruturas;

– os conhecimentos sobre os aspectos biológicos, fisiológicos e anátomo-funcionais do ser humano (Anatomia, Fisiologia, Embriologia etc). Nessas disciplinas, a ênfase recai sobre o funcionamento do corpo humano, seus potenciais e limitações frente às atividade físico-esportivas.

5 – Pedagogia dos Esportes e Empreendedorismo são exemplos de conteúdos vistos nas disciplinas específicas

Disciplinas específicas compreendem:

– componentes curriculares relacionadas à cultura corporal, tematizadas na forma de esportes, jogos, lutas, ginásticas e atividades rítmicas;

– conteúdos relacionados às dimensões técnico-instrumentais e didático-pedagógicas, como Pedagogia dos Esportes, o Treinamento Esportivo e o Empreendedorismo em Educação Física e Esportes.

6- Parte prática inclui atividades em laboratórios e práticas físico-esportivas

O curso de Educação Física tem como principal característica a formação acadêmica balizada pelas vivências práticas respaldadas pelo conhecimento teórico desde o primeiro semestre do curso. Nesse sentido, destacam-se as atividades de formação nos laboratórios de anatomia, cineantropometria (medidas relacionadas ao movimento e ao corpo do homem), bioquímica, biomecânica e fisiologia do exercício. E também as atividades de formação nos espaços acadêmicos destinados as praticas físico-esportivas, como sala de musculação, ginásticas, dança e lutas, ginásios poliesportivos, piscina, campo de futebol e pista de atletismo.

7- Trabalho de conclusão de curso (TCC) não é obrigatório, mas grande parte das instituições o adotam

 O TCC pode ser realizado na forma de monografia, artigo, relatório de pesquisa, apresentação de tema livre ou pôster. Há diversidade de temas, mas aqueles ligados a melhoria da qualidade de ensino nas escolas (licenciatura) e os voltados para a atividade física relacionada à saúde e ao rendimento esportivo (bacharelado) são os mais recorrentes.

8- Há exigência de estágio supervisionado

Para o curso de licenciatura, o estágio é realizado em ambiente escolar, onde os alunos devem vivenciar o dia-a-dia da escola e o papel da disciplina no contexto escolar. Ele é cumprido a partir da segunda metade do curso (3º e 4º ano), e a carga horária mínima é de 400 horas.

Para o bacharelado, o estágio pode ter carga horária menor e ser realizado também a partir da segunda metade do curso. Ele ocorre em vários ambientes, como academias de musculação/ginástica, clubes e centros esportivos públicos.

9 – O fato de as pessoas viverem mais e buscarem maior qualidade de vida aquece o mercado de trabalho

A Educação Física figura entre as áreas mais promissoras atualmente. Além das demandas tradicionais em escolas, clubes e academias, crescem os setores voltados para a prevenção e tratamento de doenças crônicas e o atendimento a pessoas com necessidades especiais. Também tem destaque a elaboração e a gestão de projetos em esportes e lazer.

Esse fenômeno é explicado pelo fato de a sociedade moderna viver mais e procurar viver melhor, com mais bem estar. A Educação Física é importante nesse contexto, pois trabalha com o fomento ao estilo de vida ativo e positivo para a saúde ao englobar a atividade física, a boa alimentação e um estilo de vida saudável.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s