logo-ge

A timidez pode me atrapalhar a cursar Psicologia?

Veja o depoimento de um psicólogo formado na USP

(Imagem: Thinkstock)

A dúvida de hoje foi enviada pelo leitor Matheus Fernandes, que é tímido e tem medo que isso o impeça de seguir a carreira de Psicologia:

Pretendo fazer Psicologia, pois é uma profissão que eu admiro e as matérias estudadas neste curso me agradaram. Porém, sou uma pessoa tímida e queria saber se minha timidez pode me atrapalhar na graduação e na carreira.”

Quem nunca leu que para estudar em determinado curso é importante ser extrovertido e comunicativo? Estes ‘perfis’ que construímos de pessoas geralmente são usados para resumir, em poucas palavras, as ideias iniciais que temos sobre alguns profissionais. Mas as caixinhas nem sempre correspondem à vida real. Será mesmo que um publicitário, por exemplo, tem que ser criativo? A criatividade pode ser treinada e trabalhada ao longo da graduação e da experiência prática. Afinal, não é todo mundo que nasce inventando a roda e sabendo o que fazer com ela!

Por isso, Matheus, a timidez, se bem administrada, não irá te atrapalhar a estudar Psicologia. O psicólogo Guilherme Raggi, formado pela Universidade de São Paulo (USP), explica para a gente que o curso tem atividades como trabalhos em grupo e atendimentos clínicos que podem te deixar desconfortável à primeira vista. Mas, a supervisão dos professores e o acolhimento dos colegas de sala estão aí para te ajudar! Além disso, ele ressalta que, com um pouquinho de prática, situações como essas deixam logo de ser um bicho de sete cabeças.

Confira seu depoimento!

Guilherme Raggi, psicólogo formado pela USP:

“Oi, Matheus! Tenho boas notícias: em geral, ‘não pega nada’ ser tímido e ser psicólogo! Mas vamos por partes, porque também não é como se isso não fosse gerar consequências e é importante entender o que você está chamando de timidez.

A primeira coisa que você tem de saber é que você vai precisar fazer trabalhos em grupo, seminários, trabalhos de campo e atendimentos na faculdade. A timidez pode incomodar um pouco nessa hora, mas você verá que os ambientes de turma e sala de aula, apesar de te exporem à situação de falar em público, são bem controlados e acolhedores.

Durante os atendimentos e estágios da graduação provavelmente você ficará nervoso e isso é beeem natural. Geralmente, a gente acha que muita coisa pode dar errado, que vamos fazer besteira e tal (o que pode realmente acontecer se você não estiver bem supervisionado), mas, novamente, o contexto de grupo e o professor que vai te supervisionará estarão lá para ajudar. Se achar necessário, pode ser interessante também entrar em uma psicoterapia, até para lidar com esses sentimentos.

Sobre a carreira, a resposta é mais difícil. Nós, psicólogos, podemos fazer muitas coisas e atuar em muitos lugares diferentes. Na clínica, que é o lugar mais comum de imaginar a nossa profissão, o que acaba acontecendo é que você ‘entra num papel’ de psicólogo, e isso te dá muita segurança para ter contato com o sofrimento das pessoas que vem até você. Dependendo do tipo de atendimento, você vai ter de lidar com a família da pessoa, e isso pode ser difícil às vezes.

Se for trabalhar em uma empresa, por exemplo, pode ser que você tenha de fazer intervenções e apresentar dados para um público maior. Se você trabalhar numa ONG, com trabalho social, você provavelmente terá que lidar com a população… Enfim, tudo depende do que você quiser fazer. Dá pra trabalhar com pesquisas, com testes psicológicos, em fóruns… A Psicologia é um campo muito amplo e tenho certeza que você vai conseguir achar algum lugar que te interesse e seja adequado para você!

Em geral, você vai ter de se expor em vários momentos e a sua percepção dessas situações vai depender da sua timidez. A questão é que dá para fazer isso de forma confortável, na maioria das vezes, e, quanto mais você pratica, mais tranquilo fica. Como psicólogo, você vai aprender que não existe fórmula mágica pra nada e o melhor jeito de superar isso é praticar!”

_______________________

Quer que a sua dúvida sobre profissão seja respondida aqui no blog? Envie um e-mail para consulte.ge@abril.com.br com o assunto “Dúvida sobre Profissão”. Sua pergunta pode aparecer por aqui também! :)

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s