logo-ge

Administrador Público: um profissional que zela pelos bens coletivos

 

guia (5)

Programas governamentais são criados ou passam pela avaliação de administradores públicos (Imagem: Fotos Públicas)

 

Na primeira década dos anos 2000, o Brasil testemunhou um boom de editais. Por trás destas publicações, há profissionais especializados, como os administradores de políticas públicas que elaboram ações que atendam demandas coletivas.

Diferentemente de um profissional empregado em empresas privadas, o objetivo do administrador público não é o lucro puro e simples. Ele atua em outro nível, estuda o país e suas instituições para propor programas que contribuam para o crescimento nacional, como o combate à fome e, no campo cultural, o estímulo à realização de produtos audiovisuais regionais.

O habitat preferido do administrador público são ministérios e órgãos governamentais. Quanto mais perto do Estado, melhor. Caso você não queira ficar refém da esfera pública, pode atuar em ONGs e em empresas privadas que mantém vínculo com o governo.

>> Saiba mais sobre o curso e a carreira de Administração Pública

O curso de Administração Pública requer muita leitura e dedicação. A grade curricular possui disciplinas de matemática, estatística, economia e administração financeira. Há matéria específicas, como finanças para administradores públicos e gestão de pessoas do setor público. Em algumas faculdades, a monografia para conclusão de curso não é obrigatória.

Gostou? Leia abaixo as principais áreas de atuação do Administrador Público.

 

// Consultoria

Planejar ações institucionais que possam reduzir custos administrativos, ampliar a abrangência das ações e potencializar os benefícios das políticas públicas. Elaborar projetos para financiamentos em bancos públicos.

// Empresas do terceiro setor

Implementar programas e projetos, planejar processos de licitação pública, promover o contato entre o terceiro setor e o setor estatal.

// Empresas Privadas

Atuar na prestação de serviços para órgãos do governo, em atividades que interagem com o poder público ou em projetos de gestão compartilhada.

// Gestão de Políticas Públicas

Estabelecer diretrizes para nortear programas e encaminhar soluções para resolver problemas sociais para os poderes executivo, Legislativo e para organizações da sociedade civil, nas mais diversas áreas, como educação, saúde, transporte, assistência social, habitação, lazer, segurança pública e meio ambiente.

// Organizações não governamentais

Criar programas de metas, gerenciar orçamento, implementar programas sociais.

// Serviço Público

Administrar os setores contábeis e orçamentários dos órgãos públicos e dar assistência a eles. Realizar licitações e contratos administrativos. Gerenciar a ligação entre empresas públicas e privadas.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s