Clique e assine GE Play por R$16,90
Por dentro das profissões Por Blog Informações sobre profissões e carreiras para te ajudar a escolher aquela que tem mais a ver com você

Com que devo me identificar para cursar Serviço Social?

Entenda o que um assistente social faz

Por Malú Damázio - Atualizado em 15 Maio 2018, 14h19 - Publicado em 4 fev 2015, 18h31

(Imagem: Thinkstock)

Você sabe o que um assistente social faz? Esses profissionais trabalham com a formulação e execução de políticas públicas que integrem à sociedade as populações mais vulneráveis e marginalizadas. A dúvida de hoje foi enviada pela leitora Thais Monique, que quer cursar Serviço Social e saber mais sobre a carreira, mas teme que não existam muitas oportunidades para a área no mercado de trabalho.

“Olá, tenho 17 e acabei de terminar o terceiro ano do ensino médio. Até pouco tempo pensava em fazer Farmácia, porém procurando uma alternativa me encantei por serviço social, que acabou se tornando a primeira opção. Mas os resultados das minhas pesquisas me mostraram que não é uma área muito reconhecida, e eu gostaria de saber o que eu deveria ter mais afinidade para ir bem no curso e exercer bem a profissão. Obrigada!”

As principais vagas para o assistente social estão concentradas no serviço público e podem ser pleiteadas através de concurso, o que garante estabilidade trabalhista para o profissional. No entanto, a carreira também pode ser exercida em ONGs, fundações e empresas.

>> Saiba mais sobre a carreira de Serviço Social

Para conhecer um pouco mais sobre o curso e sobre as áreas de atuação do profissional, o Guia do Estudante conversou com Melina Guedes, assistente social formada pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) que já trabalhou tanto no setor da saúde pública quanto com o intermédio de relações trabalhistas em uma multinacional. Ela afirma que se identificar com a área de ciências humanas e ter interesse em lidar com pessoas é importante para cursar Serviço Social. Sobre a situação da carreira no mercado de trabalho, Melina assegura que “o leque de possibilidades de atuação é grande”.

Confira seu depoimento!

Continua após a publicidade

Melina Guedes, assistente social formada pela PUC-MG:

“Oi, Thais! Quando escolhi a profissão, também tinha muitas dúvidas sobre a atuação do assistente social. Na época, fui à PUC e conversei com professores e estudantes e saí de lá convencida de que era o curso certo para mim. Espero poder ajudá-la explicando um pouco melhor sobre a profissão.

Em linhas gerais, podemos dizer que o Serviço Social é uma profissão que tem como objetivo maior intervir nos diversos desdobramentos da Questão Social. Questão Social aqui é entendida como o conjunto de desigualdades geradas pelo modo de produção capitalista, pela forma como a riqueza gerada pela sociedade é produzida e repartida. Sempre haverá no sistema capitalista aqueles que estão à margem, os que não têm acesso à riqueza. Esses são alvos da intervenção do Serviço Social.

Sobre seu questionamento a respeito das afinidades necessárias para ingressar na graduação, acredito que para cursar Serviço Social você deve se interessar por leitura e pelos campos da área de ciências humanas como Filosofia, Sociologia, Antropologia e Psicologia. E, para seguir carreira em assistência social é importante gostar de trabalhar com pessoas e estar ciente de sua responsabilidade com a defesa de direitos sempre! 

Para dar exemplos práticos: O assistente social atua na elaboração e na execução de políticas públicas de distribuição de renda, com garantia de direitos da população, ou ainda com movimentos sociais. Mas, para além dessas áreas, o profissional também pode prestar serviços em empresas e nas áreas de saúde, educação, judiciária, previdência, entre outras. No judiciário, o assistente social atua na vara de família, dando pareceres sobre processos de adoção, ou nas varas da infância e juventude, no atendimento a menores infratores, ou ainda no Ministério Público, nas promotorias de direito dos idosos, crianças. Já na previdência social, o assistente social faz a função de perito, analisando os casos para concessão de benefícios previdenciários.

Eu mesma já trabalhei em uma empresa multinacional mediando a relação entre a corporação e seu empregados e também atuei na saúde pública em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS AD), em Belo Horizonte (MG). Lá, realizava um trabalho multidisciplinar junto com outros profissionais da área da saúde no tratamento de usuários de álcool e outras drogas. Então, como você pode ver, o leque de possibilidades de atuação em Serviço Social é grande! Espero ter te ajudado e desejo sucesso em qualquer profissão que escolha!

__________________

Quer que a sua dúvida sobre profissão também seja respondida aqui no blog? Envie um e-mail para consulte.ge@abril.com.br com o assunto “Dúvida sobre Profissão”. Sua pergunta pode aparecer por aqui também! (=

Continua após a publicidade
Publicidade