logo-ge

Conheça o curso de Relações Internacionais na UnB

O curso de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (UnB) é considerado cinco estrelas pelo ranking Melhores Universidades do Guia do Estudante.

O Por Dentro das Profissões entrevistou o professor Eiiti Sato, diretor do Instituto de Relações Internacionais da UnB, para saber mais sobre o curso e a carreira.

O curso tem duração de oito semestres e as aulas são de manhã e a tarde

Em 2011, foi o primeiro ano em que foram oferecidas turmas de 50 vagas. Antes eram 40. São duas turmas por ano, entrando no vestibular de fim de ano ou no de meio de ano. A procura pelo curso é alta. Dentre todas as graduações da UnB, RI está sempre entre as quatro primeiras carreiras com mais concorrência no vestibular.

As matérias são teóricas e constroem todo o pensamento crítico necessário ao estudante

Entre as disciplinas, estão filosofia política e história da diplomacia. A maioria é obrigatória, mas cerca de 40% são optativas e o estudante pode buscar focos de interesse, como meio-ambiente e direitos humanos.

Há muitas atividades extracurriculares e a maioria é organizada e desenvolvida pelos próprios alunos

Os estudantes organizam anualmente, por exemplo, uma simulação de modelo das Nações Unidas. Tudo é feito em inglês. Inclusive há participação de alunos estrangeiros nos encontros. O evento serve para entender questões políticas e diplomáticas e debater assuntos do momento, como guerras e crise econômica.

Em outro encontro, os alunos montam um modelo voltado para estudantes do ensino médio, para que estes entrem em contato com as questões de RI e possam desenvolver interesse pela área.

Os estudantes da UnB podem participar, também, do Fórum Centro-Oeste de Relações Internacionais, onde traçam perfis do que é importante de se estudar na área. São encontros com debates e palestras abertos a todo o país, mas que atraem principalmente as universidades da região.

O estágio não é obrigatório para se formar

Segundo o professor Sato, o curso na UnB até tenta desestimular os alunos a fazerem estágio durante o curso, pois há a preferência para que eles se dediquem plenamente às aulas e atividades e só depois pensem no mercado de trabalho.

Contudo, os estudantes podem estagiar se quiserem e encontram muitas oportunidades. Em Brasília, há escritórios de representação de praticamente todas as entidades internacionais, como Unesco, PNUD, BID, OMS e OIT.

É preciso ter proficiência em inglês e em mais um idioma estrangeiro, da preferência do estudante

Para se formar, o aluno deve provar ser fluente em inglês e outro idioma. Ele pode apresentar diplomas válidos internacionalmente que já tenha obtido anteriormente ou fazer a prova aplicada pela própria UnB.

O foco do curso é o lado teórico das Relações Internacionais

Como afirma o professor Sato, “na UnB o estudante se forma com conhecimentos sobre as Relações Internacionais, sua história e teorias. Não há foco em ‘mercado’ ou em comércio exterior, por exemplo. Mesmo porque Relações Internacionais é campo de estudo, não profissão. O estudante irá, depois de formado, aplicar sua formação intelectual e capacidade analítica, crítica e de discernimento em vários lugares, seja diplomacia, empresas ou escritórios”. //

– Faça o teste e veja se Relações Internacionais combina com você

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s