logo-ge

História da Arte: definição, curso e mercado

 

Fazer o curso de História da Arte é mergulhar no mundo de artistas e exposições (Créditos: Morgue File)

Fazer o curso de História da Arte é mergulhar no mundo de artistas e exposições (Créditos: Morgue File)

 

Você gosta de exposições? Fica inquieto com telas ou intervenções urbanas? Talvez o curso de História da Arte seja uma boa opção para você. Nesta graduação, os estudantes se debruçam sobre a cultura e examinam desde manifestações tradicionais até segmentos contemporâneos, como a fusão entre arte e tecnologia.

O curso é bem puxado. Requer dedicação e muito estudo. No grupo de disciplinas básicas, estão: filosofia e antropologia, sociologia e jornalismo cultural. No grupo de matérias específicas, figuram  disciplinas de crítica e curadoria, estética, história do cinema e da fotografa e montagem de exposições. A duração média do bacharelado é de quatro anos.

>> Saiba mais sobre o curso e a carreira de História da Arte

E os empregos? Notícia boa, a o oferta de vagas está em expansão. “As leis de incentivo à cultura, sejam federais, estaduais ou municipais, representam um grande fortalecimento para o mercado de profissionais de arte”, diz Fabio Cypriano, coordenador do curso Arte: História, Crítica e Curadoria da PUC-SP e crítico de arte da Folha de S.Paulo.

E o que você vai fazer? Se atuar como crítico, vai escrever textos analisando obras e exposições. Se preferir ser curador, vai selecionar trabalhos e idealizar mostras. Mas há outras áreas de atuação. Veja abaixo outros segmentos.  Caso fique com dúvidas, procure um profissional da área. Ele pode dar bons conselhos. Boa sorte.

// O que fazer?

Curadoria

Conceber, montar e supervisionar exposições.

Crítico de arte

Analisar determinada obra ou exposição e opinar a respeito dela.

Gestão

Administrar e propor ações em museus, galerias, centros culturais e institutos de arte.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.