Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês
Por dentro das profissões Por Blog Informações sobre profissões e carreiras para te ajudar a escolher aquela que tem mais a ver com você

O medo de cadáveres pode me atrapalhar a estudar Medicina?

Por Malú Damázio Atualizado em 24 fev 2017, 15h41 - Publicado em 2 out 2014, 15h26

Para fazer Medicina é preciso pensar em algumas implicações da profissão além das tão faladas pré-disposições, como dedicação aos estudos e empatia com as pessoas. Afinal, durante o curso você também irá passar por situações um pouco inusitadas porque estará em contato com sangue de pacientes em procedimentos cirúrgicos e lidará com cadáveres – nem que seja somente durante as aulas de Anatomia. E agora? Será que dá para ser médico mesmo tendo medo de corpos mortos? Essa é a dúvida da leitora Marina Santana.

511507621(Imagem: Thinkstock)

“Boa noite prezados, meu nome é Marina Santana, moro em São Paulo, e estou escolhendo ou pelo menos tentando escolher qual área seguir. Gosto muito da área da saúde e uma profissão que me interessa é a Medicina. Porém, eu sinto um pouco de medo de lidar com corpos mortos. Gostaria de saber se isso vai me atrapalhar durante o curso”.

O Guia do Estudante conversou com Laura Fernandes, aluna da residência em Oftalmologia do Hospital das Clínicas, da Universidade de São Paulo (USP), e com Alice Belleigoli Rezende, professora de Anatomia do curso de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Ambas fazem questão de ressaltar: não desista do seu sonho pelo medo! Confira as respostas:

Laura Fernandes, estudante de Oftalmologia na USP

“Oi, Marina, tudo bem? Que bom que uma das suas áreas de interesse é a Medicina! É um campo que demanda bastante estudo e energia, mas ao mesmo tempo é muito gratificante.

Quanto ao fato de ter que lidar com corpos mortos, infelizmente é algo que vai ter que acontecer pelo menos no começo do curso, mas depois você pode escolher áreas que não sejam relacionadas diretamente com isso. Nem todos são obrigados a gostar de ficar em uma cirurgia por longos períodos ou atender emergências! A Medicina permite a você escolher áreas completamente diferentes, como Pediatria, Cardiologia, Patologia, etc. Eu mesma escolhi uma área pouco prazerosa para muitos (mas, para mim, a melhor) que é a Oftalmologia!

Continua após a publicidade

Não deixe que esse seu receio inicial defina qual a sua futura profissão!”

Alice Belleigoli Rezende, professora de Anatomia do curso de Medicina da UFJF

“Ei, Marina! Qualquer estudante que pense em escolher a área de saúde deve estar ciente de que vai passar por pelo menos uma disciplina de anatomia humana durante o seu curso. E, na maioria das universidades, o ensino da anatomia humana continua a ser feito em cadáveres, uma vez que o estudo em modelos animais e em moldes artificiais não é suficiente para o completo entendimento das estruturas. Embora a maioria dos alunos tenha, inicialmente, receio em lidar com os cadáveres, na prática esse contato não é assustador e a adaptação acontece de maneira bastante tranquila.

Algumas universidades têm projetos de visitação direcionados aos alunos do Ensino Médio e Fundamental. Nessas visitas, os alunos têm oportunidade de ver e tocar peças anatômicas e cadáveres. É uma experiência bastante interessante para que estudantes que ainda estão escolhendo um curso vivenciem a realidade das aulas de Anatomia.

No entanto, para quem realmente deseja ingressar na área de saúde, o medo de cadáveres não deve ser um obstáculo. Afinal, os profissionais de saúde, principalmente os médicos, lidam com a vida, e é de cuidar de pessoas vivas que eles devem gostar!”

____________________________

Que tal tentar organizar uma visita ao laboratório de Anatomia de alguma faculdade de Medicina? Converse com seus professores e colegas de classe para reunir os interessados em saber mais sobre os estudos e a rotina de um médico. Com certeza, você encontrará mais amigos com dúvidas parecidas com a sua e poderá solucionar parte delas com o passeio! =)

Quer que a sua dúvida sobre profissão também seja respondida aqui no blog? Envie um e-mail para consulte.ge@abril.com.br com o assunto “Dúvida sobre Profissão”. Sua pergunta pode aparecer por aqui também!

Continua após a publicidade
Publicidade