Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês
Por dentro das profissões Por Blog Informações sobre profissões e carreiras para te ajudar a escolher aquela que tem mais a ver com você

Qual graduação posso fazer para trabalhar em editoras de livros?

Por Malú Damázio Atualizado em 24 fev 2017, 15h36 - Publicado em 27 mar 2015, 19h24

(Imagem: Thinkstock)

Ler pode ser uma das atividades mais prazerosas do nosso dia-a-dia. Mergulhar a fundo numa história e vivenciá-la a cada parágrafo nos faz esquecer um pouco da rotina e deixar nosso pensamento voar longe. Você sabia que todo livro que lemos passa por um processo de aprimoramento em editoras? A narrativa original escrita pelo autor é remontada em forma de livro para que possa ser apreendida de forma mais agradável e simples pelo leitor – sabe o cheirinho de livro novo? Pois é. Assim, desde a história que você não consegue largar e vive argumentando com seus pais “por que eu tenho que comer agora, justo na melhor parte do capítulo?”, até os livros didáticos que você usa para aprender Física são alterados, revisados e diagramados por diversos profissionais antes de chegar até suas mãos.

A dúvida de hoje está diretamente relacionada ao mercado editorial. A leitora do Guia do Estudante Márcia Assunção tem vontade de trabalhar com edição de livros, mas teme que a graduação de licenciatura em Letras, escolhida por ela, não seja suficiente para ingressar na área:

“Gosto do curso de Letras, mas não posso mudar de cidade por questões financeiras, a faculdade só oferece licenciatura, e eu não quero trabalhar dando aula. É possível trabalhar em uma editora fazendo licenciatura?”

>> Leia mais sobre a carreira em Letras

Como o processo de edição de um livro tem várias etapas, os profissionais contratados por editoras são bem diversos. Não há necessidade de ser formado em Letras ou em qualquer curso que estude a fundo a Língua Portuguesa. Para exercer funções relacionadas a texto no mercado editorial – que abrange também campos como design, arte e ilustração – alguns pré-requisitos são importantes. Ter um bom texto, conhecer as regras gramaticais e acordos ortográficos do Português, e adorar conhecer novas narrativas são alguns deles. A fim de entender melhor o trabalho de edição dos livros, o GE conversou com Maria Luisa de Bonis, editora assistente na Editora Melhoramentos. Ela contou para a gente que até mesmo profissionais de Biológicas e Exatas podem se aventurar no mercado editorial, principalmente ao tratarem de publicações especializadas nessas áreas. “O que é essencial para quem quer trabalhar com edição, na área de texto, é o profundo amor pela palavra escrita”, explica.

Confira seu depoimento!

Continua após a publicidade

Maria Luisa Rangel de Bonis, Editora Assistente na Editora Melhoramentos:

“Oi, Márcia! Para trabalhar em editoras, na área de texto, não é preciso ser licenciado ou bacharel em Letras. Normalmente, os profissionais vêm dos mais diversos cursos da área de Humanas – e, algumas vezes, no caso de editoras do mercado de livros didáticos, até das áreas de Exatas e Biológicas. O que é essencial para quem quer trabalhar com edição, na área de texto, é o profundo amor pela palavra escrita. Assim, se a pessoa cursar Engenharia, Física, Geologia, Jornalismo, Arquitetura, Biomedicina, mas gostar de escrever, souber as regras ortográficas e gramaticais, tiver vontade de mergulhar em narrativas, de auxiliar os autores a criar suas histórias e ser criativa, com certeza o mercado editorial é uma ótima escolha.

As etapas de edição são normalmente as seguintes: em se tratando de um livro nacional, o autor entrega seu original, depois de apresentá-lo espontaneamente à editora ou ter tido o projeto encomendado. O original passa pela leitura do editor, que posteriormente conversa novamente com o autor, apontando sugestões e dúvidas sobre o texto. O texto autoral segue então para a preparação, uma importante etapa em que o texto é lido, cotejado, padronizado de acordo com as normas da editora, e corrigido, levemente, em gramática, além de serem feitas sugestões de estilo. Aprovada a preparação, o original segue para a equipe de arte. O texto entrará no projeto gráfico pensado pelos designers gráficos, pela equipe de arte e pela equipe de texto. Nesta etapa, se o livro conta com ilustrações ou com a capa pensada por um capista, é o momento de encomendar. Quando o texto está diagramado, vai para as revisões – normalmente, são feitas três provas, nas quais são apontados eventuais erros, sugestões de texto e verificações gerais. Depois disso, o texto estando fechado pelo editor e aprovado pelo autor, o arquivo é fechado e o livro vai para a gráfica, para ser impresso.”

_____________

Viu, Márcia? Não precisa se preocupar porque o seu curso não é um bacharelado! O mercado editorial absorve diversos profissionais. Aliás, você sabia que existe uma graduação específica que estuda e prepara o profissional para a edição de livros? É o curso de Editoração ou Produção Editorial, oferecido por instituições como a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Vale procurar!

>> Saiba mais sobre o curso de Editoração

_____________

Quer que a sua dúvida sobre profissão também seja respondida aqui no blog? Envie um e-mail para consulte.ge@abril.com.br com o assunto “Dúvida sobre Profissão”. Sua pergunta pode aparecer por aqui também! :)

Continua após a publicidade
Publicidade