Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês
Redação para o Enem e Vestibular Por Blog Dicas de redação, propostas e análises de texto para mandar bem no Enem e nos vestibulares

Análise de redação: Inclusão social

Veja a correção e os comentários dos professores para uma das redações enviadas pela proposta de 19 de fevereiro

Por Ana Lourenço 21 mar 2017, 15h33

Com base na proposta do dia 19 de fevereiro (acesse aqui), os estudantes deveriam escrever uma dissertação sobre o tema Alternativas para inclusão social dos portadores de necessidades especiais”. Leia abaixo uma das redações enviadas e veja, em seguida, a análise feita pelos professores da plataforma de correção Imaginie.

[3]O conceito de acessibilidade engloba o direito de ir e vir do cidadão e relaciona-se com a inclusão social dos portadores de necessidades especiais. Nesse contexto, o Princípio da Isonomia, representado pelo artigo 5º da Constituição Federal, garante igualdade a todos perante a lei. No entanto, ainda existem no Brasil o preconceito e a discriminação [7]daqueles que possuem deficiências físicas ou mentais.[4]

[6]Nesse cenário, conforme o princípio da coercitividade defendido pelo sociólogo Émile Durkheim, o meio social determina as condutas do indivíduo. Dessa forma, ao se deparar com alguém que a sociedade considera diferente, a maioria das pessoas tende a ignorá-lo e menosprezá-lo. Portanto, ocorre a [2]imuzibilização dos deficientes, o que resulta em descaso com seus direitos e desrespeito às normas que o protegem. A precariedade ou [1]até mesmo a inexistência de sistemas de piso tátil, semáforo sonoro ou rampas de acesso são fatores que manifestam esse descaso.

Além disso, há a discriminação dos portadores de necessidades especiais, que são vistos como incapazes em razão de a deficiência [5]ser comumente associada à doença. Assim, é perceptível a ocorrência da exclusão dessa parcela da população. Essa exclusão está enraizada na cultura do Brasil, visto que as populações indígenas nativas abandonavam aqueles que possuíam algum tipo de deficiência. O desrespeito as vagas próprias para cadeirantes também é um exemplo desse processo.

[8]Diante do apresentado, é imprescindível que o governo invista na construção de sistemas de acesso próprios para deficientes visuais, físicos e auditivos nas cidades, de modo a minimizar as limitações impostas a eles em seu cotidiano. [9]Outrossim, é essencial que haja nas escolas maneiras de incluir crianças e jovens portadores de necessidades especiais, por meio de palestras gratuitas, esportes e utilização de materiais adaptados às suas necessidades.

>> Veja algumas dicas de redação

Análise da redação do aluno

O texto é bem escrito, organizado e com bons argumentos. O estudante apresenta um ou outro problema de falta de clareza, mas percebe-se que ele se posiciona frente o problema abordado, apresentando um texto autoral. É importante dar atenção para pequenas incoerências no uso de vírgula e de conectivos. Para aprimorar a escrita a sugestão é que o aluno leia ainda mais e faça uma análise final do rascunho, antes de reescrevê-lo.

Pontos de melhorias:

  • Argumento insuficiente ou sem objetividade.
  • Melhore a articulação entre essas ideias.
  • Uso indevido ou ausência de conjunções ou conectivos equivalentes.
  • Proposta de intervenção
    • Pontuação: uso inadequado ou ausência de vírgula.

Competência I – Demonstrar domínio da norma culta:

[1] A vírgula deve ser usada para marcar intercalação de um termo que não é parte essencial da oração. Trata-se de uma expressão que indica inclusão. Veja como você poderia escrever: “(…)ou, até mesmo, inexistência (…)”. Pesquise a respeito de do uso de vírgula para melhorar nesse aspecto.

[2] O correto, segundo a norma padrão da língua portuguesa, é escrever dessa forma: “imobilização “. Supõe-se que o que aconteceu foi, apenas, um descuido. Para evitar isso, leia o texto, cuidadosamente, antes de considerá-lo definitivo, corrigindo-o, quando necessário.

Continua após a publicidade

[3] Parabéns! Você apresenta domínio quanto a modalidade da língua portuguesa, cometendo um ou outro erro gramatical, o que é aceitável. Uma dica para aprimorar o texto, nesse aspecto, é ter um hábito de leitura.

Competência II – Compreender a proposta:

[4] Você apresenta muito bem a tese, deixando o tema bem explícito e claro. Parabéns! Para você continuar acertando nisso, uma dica é verificar as palavras que compõem a proposta e explorá-las, apresentando o assunto a ser abordado, como um todo.

Competência III – Selecionar, relacionar argumentos:

[5] Atenção! Esse argumento foi equivocado. A deficiência não é comumente associada à doença, mas sempre. Uma boa dica para melhorar a argumentação é criar um hábito de leitura, além de ler o rascunho cuidadosamente, antes de reescrever o texto.

[6] Esse argumento é suficiente para defender a tese apresentada. Trata-se de um argumento consistente, portanto. Você apresenta um argumento e o defende por meio de fontes, o que funciona bem para convencer o leitor. Parabéns!

Competência IV – Conhecer os mecanismos linguísticos para a construção da argumentação:

[7] Nesse caso, houve um problema de escolha de conectivo. O “daqueles que”” deixou a oração confusa. O correto seria substituí-la por “em relação os que”. Uma boa dica é fazer um rascunho e, em seguida, ler o texto por completo antes de reescrevê-lo, a fim de corrigir equívocos como esse.

[8] Você demonstra habilidade ao usar conectivos, com um ou outro problema. Esses mecanismos contribuem para que o texto esteja muito bem articulado, de modo que apresenta um todo coerente. Nesse caso, “Diante do apresentado” funcionou muito bem para dar ao texto uma ideia de conclusão. Parabéns!

Competência V – Elaborar a proposta de solução para o problema:

[9] Faltou explicar a relevância dessa proposta. De que maneira as palestras e o esporte poderiam contribuir para a solução do problema? Uma dica para elaborar uma proposta de intervenção é fornecer explicações do que fazer para solucionar o problema, de como fazer, dos meios e dos agentes envolvidos.

Nota: 920

Continua após a publicidade
Publicidade