Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês
Melhores faculdades Por Blog Tudo sobre os cursos das melhores instituições de ensino superior do país e do mundo

Curso de Gestão de Políticas Públicas da USP busca melhorar o setor público

Por Malú Damázio Atualizado em 24 fev 2017, 15h40 - Publicado em 6 jan 2015, 15h02

(Imagem: Thinkstock)

Para governar um país, um estado ou até mesmo um município é preciso uma equipe de profissionais especialistas em diversas áreas que estudem e elaborem a implementação políticas socioeconômicas pelo poder público para assegurar direitos básicos e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. Além dos parlamentares e do poder judiciário, há também a necessidade de gestores que administrem projetos de governo e assumam funções executivas como cargos em ministérios, secretarias, comissões e órgãos públicos, sejam eles da esfera municipal, estadual ou federal.

Esse é um dos campos em que o gestor de políticas públicas atua. O trabalho com medidas voltadas à população e nas relações governamentais de empresas privadas e as atividades no terceiro setor também são carreiras possíveis para esse profissional. Caso você tenha vontade de trabalhar com a elaboração e a execução de projetos públicos, o curso de Gestão de Políticas Públicas da Universidade de São Paulo (USP) pode ser uma boa opção. “O enfoque da graduação é a formação do gestor com capacidade técnica para resolver conflitos e problemas coletivos, analisar políticas já existentes ou auxiliar na criação de novas medidas”, explica a estudante do oitavo semestre Carolina Boullosa.

Avaliada com 5 estrelas pelo Guia do Estudante 2014, a graduação tem ingresso pela Fuvest – processo seletivo da própria universidade – e recebe anualmente 120 novos alunos, sendo 60 na parte da manhã e a outra metade no período noturno. O curso é ministrado na Escola de Artes, Ciências e Humanidades (Each), no campus da USP Leste, na capital paulista, e tem duração mínima de quatro anos.

Uma das principais características da graduação em Gestão de Políticas Públicas é a grade curricular multidisciplinar, que abarca diferentes campos do conhecimento. Ao longo do curso, o estudante terá contato com matérias que dão noções de direito, sociologia, economia, estatística, administração pública e, é claro, política. Formação Econômica e Social do Brasil, Governança, Formulação Implementação e Avaliação da Política Pública serão disciplinas estudadas pelos futuros gestores. A parte prática também não fica de fora! Na disciplina Cidade Constitucional: A Capital da República, os alunos fazem uma viagem à Brasília para acompanhar palestras sobre administração pública e realizam visitas a órgãos governamentais.

“Além dos preceitos básicos de gestão como administração, economia e contabilidade, o curso desenvolve um pensamento crítico social e dá muita ênfase ao funcionamento da gestão pública, do ciclo das políticas públicas e toda dinâmica política da área”, conta Rebecca Bonaldi, aluna do oitavo semestre. A estudante acredita que o curso da USP e seus correlatos têm como um de seus motes a oxigenação do setor público. “Existe um preconceito com o servidor público e com tudo que seja relacionado ao governo e creio que viemos para mudar este conceito. Pensar nas políticas públicas é pensar em absolutamente toda estrutura que nos cerca em termos de estrutura física e de serviços, é essencial para todos os setores da sociedade”, completa.

Continua após a publicidade

(Imagem: Thinkstock)

Mas e a Administração Pública? 

Rebecca ainda lembra que a graduação da USP se difere da carreira de Administração Pública porque é totalmente voltada aos conceitos políticos e do setor público, enquanto os estudos em administração reaproveitam conceitos de gestão de empresas para o setor público. “Um gestor de políticas públicas busca compreender a estrutura do Estado para então propor novas teorias que se encaixem nela”. A atuação de um gestor se concentra nas relações sociais e políticas que as políticas públicas desempenham e na formação da capacidade de suas análises perante o contexto sociopolítico, como destaca a estudante do quarto ano Stella Dalmato.

>> Leia mais sobre a carreira em Gestão de Políticas Públicas

Atuação

Carolina conta que não conseguia se encontrar entre os cursos superiores mais tradicionais e teve a ajuda da mãe para optar por Gestão de Políticas Públicas. Hoje, a estudante faz estágio na Prefeitura de São Paulo e afirma que quer continuar no setor público quando formada devido ao seu papel social. Ela ainda lembra que há mercado para o profissional também nas pequenas cidades. “Muitas vezes o gestor é ainda mais necessário no interior, já que as cidades menores muitas vezes precisam de uma atenção especial e olhar diferenciado no que tange a sua organização”, explica.

Além da graduação, uma das vantagens da USP é aproveitar e se envolver também com as atividades de extensão universitária e pesquisa, que vão além dos conhecimentos discutidos em sala de aula. Stella considera que o ingresso no curso e em uma universidade pública foi um processo transformador em sua vida. “Compreender que os problemas que vemos hoje são fruto de uma construção histórica e política, e que, a partir desse pressuposto, podemos pensar em alternativas de mudanças nos rumos das políticas públicas que sejam viáveis e se encaixam com a realidade brasileira foi uma das melhores escolhas que já fiz”.

Continua após a publicidade

Publicidade