Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês
Redação para o Enem e Vestibular Por Blog Dicas de redação, propostas e análises de texto para mandar bem no Enem e nos vestibulares

Guia do Estudante fecha parceria para oferecer correções de redação; veja o primeiro tema

Por Ana Prado Atualizado em 24 fev 2017, 15h08 - Publicado em 15 jun 2016, 00h31

escrevendo

O Guia do Estudante acaba de fechar uma nova parceria: a partir de agora, você poderá ter suas redações corrigidas por meio da plataforma Imaginie.

Funcionará assim: toda semana, publicaremos neste blog um novo tema de redação a ser desenvolvido. Então, você deverá criar um perfil de usuário na Imaginie (é só entrar neste endereço, clicar em “Criar sua conta” e preencher todos os campos), selecionar a proposta da semana e seguir as instruções para o envio da redação diretamente pela plataforma. A cada semana, os primeiros a se cadastrarem por meio desse link terão direito a uma correção, sempre feita por dois ou mais professores seguindo os mesmos critérios do ENEM. O Guia do Estudante vai distribuir entre 50 e 250 correções gratuitas semanalmente.

Além disso, ao longo da semana seguinte, iremos publicar algumas dessas correções aqui no blog – desta forma, todo mundo poderá estudar com exemplos e terá a chance de aprender com os erros e acertos dos colegas. Toda semana haverá uma nova proposta no blog e todos os dias teremos exemplos de redações enviadas pelos leitores e corrigidas pela plataforma.

Leia a proposta desta semana e envie seu texto! 

A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema Inclusão digital: uma meta do Brasil contemporâneo, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Atenção: Nesta semana, todos os 250 primeiros a enviarem o texto terão a correção gratuita por meio da plataforma. E, destes, 10 terão a redação publicada neste blog pelo Guia do Estudante. 

TEXTO I 

O Brasil está na média mundial quando o assunto é acesso a tecnologias da comunicação, mas as desigualdades internas são grandes: o acesso em Moema, bairro nobre da zona sul da capital paulista, é tão bom quanto na Holanda. Segundo o Índice Integrado de Telefonia, Internet e Celular (Itic), lançado nesta terça-feira no Rio pelo Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a taxa de acesso a essas tecnologias no Brasil ficou em 51,3%, deixando o País em 72º lugar no ranking global.

No ranking nacional, o estudo da FGV usa o Censo 2010 como base de dados. As melhores cidades são São Caetano do Sul (82,6%), Santos (78,2%), Florianópolis (77%), Vitória (76,6%) e Niterói (76%).

Segundo o economista Marcelo Neri, pesquisador do CPS/FGV e coordenador do estudo, essas cidades já se destacam em termos de renda per capita e Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). A pior cidade do País no ranking do Itic é Fernando Falcão, no Maranhão, com 3,7%.

Continua após a publicidade

Disponível em: <http://veja.abril.com.br/noticia/economia/inclusao-digital-espelha-desigualdades-do-brasil&gt; Acesso em 06 jun. 2016

TEXTO II 

Os impactos sociais da informática, conquista da ciência e da tecnologia, são capazes de levar a uma transformação maior que a da máquina a vapor. Uma sociedade baseada cada vez mais na troca de valores simbólicos, do dinheiro à informação, vai mudar o eixo da economia, acabar com o conceito atual de trabalho, valorizar mais que tudo o conhecimento e a aprendizagem. Neste cenário, os excluídos serão cada vez mais excluídos – com o poder se concentrando nas esferas virtuais (com profundo controle nas esferas reais) – a não ser que se implementem eficazes e massivas ações para promover sua “inclusão digital”.

Na educação, a internet traz um potencial inovador ímpar, pois permite superar as paredes da sala de aula, com a troca de idéias com alunos de outras cidades e países, intercâmbio entre os educadores, nacional e internacionalmente, pesquisa online em bancos de dados, assinatura de revistas eletrônicas e o compartilhamento de experiências em comum

Disponível em: <http://www.cidec.futuro.usp.br/artigos/artigo6.html&gt; Acesso em: 06 jun. 2016

TEXTO III 

charge redacao
Disponível em: <https://wj132inclusaodigital.wordpress.com/cidadania/&gt; Acesso em 06 jun. 2016

TEXTO IV 

Segundo Tiago Mattos é multiempreendedor, educador, palestrante, A revolução da internet já passou e, agora, o futuro aponta para uma integração cada vez maior entre homens e tecnologias. O pensamento humano é linear. Já o pensamento dos computadores funciona de acordo com uma lógica exponencial. A cada dezoito meses, mais ou menos, nossa capacidade duplica. Por isso, a velocidade da evolução é cada vez maior,

As interações entre os objetos e o humanos devem se intensificar e se complexificar. “Este é um processo irreversível. Se já temos smartphone, SmarTVs… as coisas ficarão cada vez mais ‘espertas’ e nós, humanos, somos apenas mais uma dessas coisas.

Disponível em: <http://super.abril.com.br/tecnologia/internet-e-coisa-do-passado&gt; Acesso em 06 jun. 2016 (Adaptado)

Clique aqui para criar sua conta e enviar sua redação.

Continua após a publicidade

Publicidade