Assine Guia do Estudante ENEM por 15,90/mês
Continua após publicidade

6 vezes em que o cinema abordou a bomba atômica antes de Oppenheimer

Os americanos já fizeram outros filmes sobre o Projeto Manhattan, assim como o Japão contou a tragédia de sua perspectiva em diversas produções

Por Ludimila Gomes
14 mar 2024, 10h00

O filme “Oppenheimer”, recordista de premiações no Oscar 2024, não foi a primeira e, provavelmente, não será a última produção cinematográfica norte-americana sobre a bomba atômica que matou milhares de japoneses em 1945. Seja abordando fatos que antecederam ou sucederam o bombardeio, o país é mestre em contar a história no cinema de seu ponto de vista. Mas o Japão não fica atrás. O primeiro “Godzilla”, de 1954, era japonês e uma metáfora à tragédia de Hiroshima e Nagazaki. Já a animação “Gen Pés Descalços” é um retrato cru do momento exato em que acontece a explosão.

Quer conhecer outras abordagens dessa história? O GUIA DO ESTUDANTE listou seis filmes que abordam a bomba atômica para além de Oppenheimer.

+ Oscar 2024: 7 filmes para ampliar seu repertório

Pearl Harbor (2001)

cena do filme norte americano pearl harbor de 2001
(Touchstone Pictures/Divulgação)

O único filme da lista que mostra o que aconteceu antes da criação do Projeto Manhattan. “Pearl Harbor” é uma produção dos EUA sobre a invasão do Japão na base americana de mesmo nome em 1941. Este é o evento que marcou a entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial, e tem relação com os ataques a Hiroshima e Nagazaki quatro anos depois. O longa é mais um romance em meio à guerra que uma narrativa sobre a guerra em si, já que seu núcleo é focado em dois amigos de infância que tinham o sonho de ser pilotos.

+ 5 eventos históricos que já apareceram nos filmes da Marvel

Gen Pés Descalços (1983)

cena da queda da bomba atômica em hiroshima no filme gen pés descalços
(Madhouse/Divulgação)

Esta é uma produção do Japão sobre as consequências da bomba atômica, vista da perspectiva de uma criança. O filme é divido em duas partes contrastantes. A primeira, antes da explosão, é alegre e cheia de humor, enquanto a segunda, após o lançamento das bombas, é escura e triste. É como um lembrete dos civis que pouco tinham relação com a guerra, mas acabaram diretamente afetados por ela. O filme é baseado no mangá de mesmo nome, uma autobiografia ficcional do seu autor, Keiji Nakazawa. Ele perdeu toda a família no incêndio causado pela bomba atômica de Hiroshima, sobrevivendo apenas ao lado da mãe que sofreu queimaduras severas.

+ Sobrevivente da bomba atômica em Hiroshima conta sua história em série de mangás

O Matemático (2020)

Continua após a publicidade

O filme norte-americano conta a história de um dos profissionais por trás da bomba atômica, Stan Ulam, um matemático judeu. Ulam trabalhou ao lado de Robert Oppenheimer, o pai da bomba atômica, para desenvolver o explosivo. A produção aponta como a criação de uma arma nuclear pode ser danosa e mostra brevemente as consequências em Hiroshima e Nagazaki. Após o lançamento, Stan sente remorso ao saber que civis foram mortos pela sua criação – embora o filme ainda adote a narrativa de que esta era a única solução para encerrar Segunda Guerra Mundial.

+ Médico salva mais de 6 mil vítimas da bomba de Hiroshima

Chuva Negra: A Coragem de uma Raça (1989)

cena do filme japonês chuva negra

Busca de Cursos

Continua após a publicidade

Este filme japonês em preto e branco mostra as consequências físicas e psicológicas do lançamento da bomba atômica, ao retratar os moradores de uma vila vizinha à Hiroshima que sofrem os efeitos da radiação cinco anos após a explosão. Os sobreviventes tentam continuar suas vidas após a tragédia, mas não encontram paz. Todos estão doentes e sabem que podem sucumbir a qualquer momento com as sequelas da exposição à radiação. O longa foi baseado no romance de Masuji Ibuse e premiado no Festival de Cannes.

+ Japão mede radiação em escolas de Fukushima

O Início do Fim (1989)

ceno do filme norte americano de 1989
(Paramount Pictures/Divulgação)

Diferentemente de “Oppenheimer” (2023) e “O Matemático” (2020), este filme norte-americano não foca em um personagem, mas no Projeto Manhattan como um todo. É considerado, por isso, uma das representações mais realistas do projeto. O longa consegue unir a ciência, dilemas morais e experiências pessoais dos personagens sem grande dificuldade e é interessantes para os inclinados à Química ou Física.

+ As 5 guerras mais estúpidas da história

Godzilla (1954)

cena do filme godzilla de 1954
(Toho Film Company Ltd/Divulgação)

Originalmente, o monstro Godzilla é uma metáfora japonesa para a tragédia de Hiroshima e Nagazaki. Nesta ficção, um grande dinossauro ataca a cidade de Tóquio, no Japão, e causa destruição em massa. Em seu primeiro design, a cabeça do mostro foi desenhada no mesmo formato da nuvem deixada após a explosão da bomba, mas acabou não sendo aprovado. Os “poderes” e origem do mostro também são claramente inspirados na arma nuclear. Sua criação é resultado de testes nucleares e seu sopro é radioativo. Godzilla se tornou uma franquia mundial e ganhou adaptações norte-americanas, que mascararam o significado original da criatura. O novo Godzilla japonês levou o Oscar 2024 na categoria Melhores Efeitos Visuais.

Entre no canal do GUIA no WhatsApp e receba conteúdos de estudo, redação e atualidades no seu celular!

Compartilhe essa matéria via:

 Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso GUIA DO ESTUDANTE ENEM e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país.

Publicidade
6 vezes em que o cinema abordou a bomba atômica antes de Oppenheimer
Repertório Cultural
6 vezes em que o cinema abordou a bomba atômica antes de Oppenheimer
Os americanos já fizeram outros filmes sobre o Projeto Manhattan, assim como o Japão contou a tragédia de sua perspectiva em diversas produções

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se você já é assinante faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

MELHOR
OFERTA

Plano Anual
Plano Anual

Acesso ilimitado a todo conteúdo exclusivo do site

a partir de R$ 15,90/mês

Plano Mensal
Plano Mensal

R$ 19,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.