Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Banco de questões do Enem foi reforçado e teve “crescimento excepcional”, segundo MEC

Guia do Participante 2013 deve ser lançado ainda este mês

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h30 - Publicado em 14 ago 2013, 19h24

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, afirmou nesta terça-feira (13) que o banco de perguntas que abastece as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi reforçado e teve "um crescimento excepcional", mas não informou o número de questões. Ele disse ainda que todas elas passaram por um pré-teste, que avalia se o item é válido e qual é o grau de dificuldade.

Os alunos que participam desse teste são escolhidos aleatoriamente e, após responderem ao caderno de questões, devolvem o material, que deve em seguida ser incinerado.

– Saiba o que estudar em agosto para as provas

– Monte seu simulado e estude para o Enem

Mercadante informou que as provas do Enem já estão em produção e, até o fim deste mês, será lançado o Guia do Participante 2013, com detalhes sobre os critérios de correção das redações, e exemplos de redações que obtiveram nota máxima no exame.

Preparativos

Segundo o ministro, os coordenadores e assistentes que trabalharão na aplicação da prova receberão formação à distância até o dia 25 de agosto. O Enem 2013 ocorrerá nos dias 26 e 27 de outubro e teve número recorde de inscrições, 7.173.574. Para atender à demanda, o MEC aumentou o pessoal envolvido e o número de cidades que vão aplicar o exame.

Continua após a publicidade

A expectativa é que as próximas edições superem os 9 milhões de candidatos que participaram de exame semelhante feito na China. E um dos motivos para o aumento, segundo Mercadante, será o Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec), programa lançado no começo do mês que seleciona estudantes para cursos gratuitos de ensino técnico com base na nota do Enem. Na primeira edição, foi considerada a nota do Enem 2012; os interessados que não se inscreveram em 2013 e não participaram do exame de 2012 só terão chance de fazer a prova em 2014. Por isso, no próximo ano, a adesão dos interessados em cursos técnicos deve ampliar as inscrições.

 

*Com informações da Agência Brasil

LEIA MAIS

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade