logo-ge

Estudantes de 436 cidades de SP farão Enem em outro município

A maioria das cidades do estado tem população pequena e poucos alunos, o que torna inviável a aplicação da prova

Se já existe preocupação de chegar ao local das provas do Enem antes do fechamento dos portões pelos candidatos que moram na cidade em que vão prestar as provas,  imagine para quem mora em outra cidade! É o que acontece todos os anos e, em 2017, afetará estudantes de 436 cidades paulistas, quase 68% do total das cidades no estado.

A maioria dos municípios paulistas tem população pequena, o que resulta em poucos candidatos para viabilizar a realização das provas do Enem em sua cidade. São Paulo possui 645 municípios, mas pouco mais de 130, apenas, possuem mais de 50 mil moradores. Metade da população paulista se concentra na Região Metropolitana da capital (21,2 milhões de pessoas). Realizar a prova em todas as cidades, resultaria em um custo muito elevado, já que esse tipo de distribuição demográfica também ocorre nos demais estados do país.

Segundo o Inep, em 2016 houve o mesmo número de cidades participantes na aplicação das provas em São Paulo e os organizadores verificam vários fatores para escolher as sedes das provas em cada ano. São eles: levantar o número de inscritos residentes por município na edição anterior do exame; verificar o total de matriculados de Ensino Médio na cidade e a quantidade de alunos por turno de aulas; apurar a participação e a abstenção dos candidatos da cidade nas duas edições anteriores e identificar a cidade que centraliza a maior parte das atividades de cada microrregião definida pelo IBGE, a chamada cidade-polo, para centralizar nelas as provas.

Veja também