Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Inscrições no Enem: 5 erros que você não pode cometer

Da foto no cadastro ao pagamento, listamos os deslizes que podem comprometer até mesmo a participação no exame

Por Juliana Morales 11 Maio 2022, 11h56

Ainda falta um bom tempo para as provas do Enem 2022, que acontecerão em 13 e 20 de novembro, mas os estudantes já têm uma tarefa importante para os próximos dias – além de estudar, é claro. Até 21 de maio, eles devem realizar a inscrição na Página do Participante.

O processo é simples, ainda mais com o passo a passo que o GUIA DO ESTUDANTE preparou e que você pode conferir aqui. No entanto, alguns deslizes podem comprometer a inscrição e até mesmo a participação no exame.

Separamos os cinco erros mais comuns e esclarecemos dúvidas para que você não caia em nenhum deles. Confira!

1- Deixar de fazer a inscrição por ter conseguido a isenção da taxa

Essa é uma fake news que aparece em toda edição. Muitos estudantes que conseguiram a isenção da taxa de inscrição acreditam que estão, automaticamente, inscritos no exame. Não é verdade.

Vale esclarecer mais uma vez: mesmo os candidatos que foram contemplados com a isenção devem se inscrever na Página do Participante, até o dia 21 de maio. A única diferença é que não será necessário pagar o boleto ou fazer um pix.

Além disso, quem pediu isenção da taxa e já tiver preenchido o questionário socioeconômico, composto de 25 perguntas, não precisa responder novamente. Na hora da inscrição, basta pular essa etapa e seguir em frente. 

2- Não se atentar a algumas informações, que depois não poderão ser trocadas

Algumas informações preenchidas podem ser alteradas até o último dia de inscrições, em 21 de maio, na Página do Participante. É o caso dos dados cadastrais, de município de provas e de opção de língua estrangeira.

Continua após a publicidade

Já os dados informados no questionário socioeconômico, os dados referentes à situação do ensino médio, o Número de Identificação Social (NIS) e a escolha pelo Enem digital ou impresso não poderão sofrer alterações após o envio da inscrição. Por isso é importante prestar bastante atenção na hora de preencher essas informações.

3- Enviar uma foto inadequada

Um dos últimos passos para realizar a inscrição é anexar uma foto atual e de rosto inteiro. Retratos usando óculos escuros ou artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou similares) não serão aceitos, não adianta nem tentar. Lembrando que o arquivo pode ser JPG, JPEG ou PNG, com o tamanho máximo de 2 MB.

4- Esquecer de fazer o pagamento da taxa

O período de inscrições acaba no dia 21 de maio, mas o pagamento da taxa pelos não isentos pode ser feito até o dia 27 do mesmo mês. Se o valor não for pago até esse dia, mesmo o estudante que preencheu todas as informações corretas perderá a chance de realizar o exame. Então, se possível, pague com maior antecedência para não correr o risco de esquecer ou ter um problema com o banco de última hora.

A taxa, tanto para versão digital como impressa do exame, será de R$ 85. Pela primeira vez, o pagamento poderá ser feito por meio de PIX e cartão de crédito. A opção de boleto, usada nas edições anteriores, não está descartada. Quem optar por ela poderá gerar o documento na Página do Participante. Caso o candidato opte por pagar no cartão de crédito, no entanto, a taxa é de R$ 87,54 – R$ 2,54 mais cara.

5- Não guardar a senha de acesso

A senha do cadastro no portal gov.br será necessária em todas etapas do Enem, até a verificação das notas das provas. Lembre-se de anotá-la e guardar em local seguro para não correr o risco de esquecer ou perder.

Caso você não se lembre depois, é possível, sim, recuperá-la, mas a anotação irá te poupar da dor de cabeça e da perda de tempo. E, como sabemos, tempo é precioso – ainda mais em ano de vestibular!

 Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso PASSEI! do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país. 

Continua após a publicidade

Publicidade