Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Justiça determina que candidatos do Enem 2011 possam ver redações corrigidas

Liminar da Justiça Federal do Maranhão pede que Inep inclua o direito no edital da prova em até 30 dias

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h50 - Publicado em 22 jul 2011, 16h35

A Justiça Federal do Maranhão concedeu uma liminar que determina que o Inep, instituto responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), crie uma cláusula no edital da prova de 2011 permitindo que os candidatos possam ver a redação corrigida.

A liminar foi concedida a partir de ação do Ministério Público Federal do Maranhão (MPF/MA).

De acordo com a decisão da justiça, o Inep tem 30 dias para modificar o edital do Enem 2011.

O Inep já informou que entrará com um recurso.

Para o MPF/MA, ao Inep não permitir que o candidato veja a sua prova do Enem corrigida, ele está comprometendo a legitimidade das notas e o controle da coisa pública e promovendo o cerceamento do direito à informação.

Continua após a publicidade

– Inep estuda enviar redação do Enem corrigida para estudantes

A ação inicial do MPF/MA também pedia o direito de o candidato pedir recurso da correção da prova. Contudo, a Justiça Federal considerou que o direito de recurso já estaria incluso no sistema de avaliação adotado pelo Enem, no qual as provas discursivas são avaliadas por examinadores isolados e ainda há um supervisor quando as notas possuem grande discrepância.

– Entenda o que é e para que serve o Enem

LEIA TAMBÉM

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade

Publicidade