Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

MC Fioti, Marta e Neymar aparecem em questões do Enem 2020

Neste primeiro domingo de provas, os participantes enfrentaram 45 questões de Ciências Humanas e 45 questões de Linguagens, além de uma redação

Por Marcela Coelho Atualizado em 17 jan 2021, 22h56 - Publicado em 17 jan 2021, 18h29

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 trouxe questões sobre desigualdade de gênero, espaço agrário, urbanização do Brasil, papel da América Latina no mundo e geopolítica dos Estados Unidos, segundo professores do cursinho Descomplica e Curso Anglo.

Neste primeiro domingo (17) de provas, os participantes enfrentaram 45 questões de Ciências Humanas e 45 questões de Linguagens, além de uma redação com o tema “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”. O exame iniciou às 13h30 e terminou às 19h. Os candidatos puderam sair das salas a partir das 15h30, mas sem o caderno de questões.

Para o diretor do Curso Anglo, Daniel Perry, o Enem 2020 seguiu o padrão consolidado há mais de uma década. “Boa variação entre questões fáceis, médias e difíceis, uma boa diversidade de fontes e temas sociais permeando a prova toda.”

O que caiu na prova de Linguagens e Códigos?

De acordo com o professor de Redação do Descomplica, Rafael Cunha, a prova de Linguagens foi “dentro do previsto”, cobrando o que já foi visto em outras edições do Enem.

“Teve questões envolvendo funções da linguagem, inclusive citando (o poeta) Manuel Bandeira; gêneros textuais; textos associando linguagem verbal e não-verbal; e textos com relevância social que abordaram o machismo e a desigualdade de gênero, por exemplo”, conta.

Entre as questões que discutiam a desigualdade de gênero, está uma sobre a desigualdade salarial entre os jogadores de futebol Neymar e Marta.

Perry ainda ressaltou que a prova de Linguagens teve pouca gramática e bastante entendimento de texto e apreensão de sentido. Além disso, valorizou letras musicais.

Continua após a publicidade

Uma delas foi a “Bum Bum Tam Tam”, do cantor de funk MC Fioti, que falava sobre como as manifestações artísticas populares podem se basear em manifestações eruditas.

O que caiu na prova de Ciências Humanas?

Claudio Hansen, professor de Geografia e Atualidades do Descomplica, afirma que a prova de Ciências Humanas do Enem 2020 praticamente não trouxe temas de atualidade.

“Só teve uma questão sobre a tragédia de Mariana, mas relacionada com a Febre Amarela. Discutindo que nem todos os problemas da região são consequências da tragédia. E uma outra que era a respeito da posição do Brasil no comércio internacional”, diz.

Para o professor, a surpresa da prova de Ciências Humanas foi com relação à quantidade de questões de Geografia. “Neste Enem teve mais de 20 questões de Geografia, não é o padrão do Enem.”

Os temas que caíram em Geografia foram espaço agrário (como desperdício hídrico, reforma agrária, relação do camponês com o campo, campo mais moderno) e urbanização no Brasil (como periferização das grandes cidades, ausência do Estado no planejamento urbano). Também apareceram questões sobre geopolítica dos EUA após 2011, Toyotismo, cartografia, estrutura geológica e poluição do rio Tietê.

Em História, por sua vez, foram cobrados conhecimentos sobre história geral, formação jurídica da Babilônia e papel da América Latina no mundo. Segundo Hansen foi uma surpresa o fato de não ter caído questões que envolvem o século 20. “É o que as pessoas mais estudam e costuma cair. Primeira e Segunda Guerras Mundiais, Era Vargas, regimes totalitários, presidentes do Brasil, não teve questões”, comenta.

Nas questões de Filosofia apareceram, de acordo com o diretor do Curso Anglo, temas inusuais, como Merleau-Ponty, Heidegger e Solipsismo. Já Sociologia trouxe questões sobre antropologia, movimentos sociais e economia política.

Confira aqui: Gabarito Enem 2020

Continua após a publicidade
Publicidade