Assine com até 65% de desconto

MPF-CE afirma que 30 colégios tiveram acesso ao pré-teste do Enem

Investigação da Polícia Federal concluiu que representante da Cesgranrio distribuiu cadernos de questões em uma reunião com colégios

Por por MARIANA NADAI Atualizado em 16 Maio 2017, 13h46 - Publicado em 9 mar 2012, 17h23

O procurador da República no Ceará Oscar Costa Filho afirmou, nesta sexta-feira (9), que a investigação da Polícia Federal sobre o vazamento das questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) concluiu que funcionários de outras 29 escolas, além do Colégio Christus, de Fortaleza, tiveram ao caderno de questões do pré-teste do exame, usado para compor o Enem 2011.

– Confira as 14 questões canceladas do Enem 2011

Segundo o procurador, o funcionário da Cesgranrio – fundação contratada pelo Inep para aplicar o pré-teste se encontrou em uma reunião com as 30 escolas. Na ocasião, o funcionário da fundação entregou os cadernos do pré-teste para que as instituições de ensino aplicassem a prova aos seus alunos.

O que resta agora, segundo o procurador, é saber a extensão do vazamento das questões. “Seguramente vazaram mais de 14 questões. Precisamos divulgar as perguntas de todos os cadernos de questões do pré-teste, para saber se mais pessoas vêm a público para dizer que fizeram o exercício em aula”, diz Oscar Costa Filho.

Além de saber se mais questões vazaram, o procurador explicou que também é preciso avaliar se o pré-teste realizado em 2011 foi aplicado da mesma forma. Caso positivo, esses cadernos estariam comprometidos e as questões deveriam ser descartadas. “Já havíamos questionado a forma como é feita a fiscalização do pré-teste (a própria escola que aplicada a prova), o trabalho deveria ficar com funcionários públicos. Agora que o sistema se mostrou frágil, queremos saber o que será feito”, explica.

Na tarde de ontem (8), o MPF denunciou cinco pessoas pelo vazamento das questões do Enem. De acordo com a denúncia, foram acusados dois funcionários do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep), um representante da Cesgranrio, que integra o consórcio realizador do exame, e dois funcionários do Colégio Christus, de Fortaleza.

LEIA TAMBÉM

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade