Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Previsão de gastos do Enem aumentou 190% em apenas um ano

Edição 2011 acontece em 22 e 23 de outubro

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h46 - Publicado em 11 ago 2011, 17h36

Em um ano, o contrato para aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) saltou de R$ 128,5 milhões para R$ 372,5 milhões, um aumento de 190%.

Publicado ontem (10) no Diário Oficial, o comunicado ainda prevê "duas ou mais edições" do Enem sob responsabilidade da Fundação Universidade de Brasília.

"O valor de R$ 372,5 milhões é o teto de investimentos que poderão ser feitos nesses 12 meses, mas só serão pagos os valores devidamente gastos dependendo do número de edições e candidatos nesse período", disse a assessoria do Inep, órgão responsável pelo Enem.

– Estudantes terão acesso à correção de prova do Enem a partir de 2012

Em 2010, foram gastos R$ 128,5 milhões para aplicar a prova a 4,6 milhões de estudantes. Este ano foram 6,2 milhões de inscrições, número recorde desde a criação do Enem. A prova acontece em 22 e 23 de outubro.

O Inep também está investindo outros R$ 100 milhões para instituições públicas de ensino superior ajudarem na elaboração de questões do Enem.

*com informações do jornal O Estado de S.Paulo

LEIA TAMBÉM
– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade