Clique e assine GE Play por R$16,90

Primeiro dia de Enem aborda refugiados, bullying e discurso de ódio

Muitos esperavam uma prova que fugisse de pautas sociais

Por Taís Ilhéu - Atualizado em 3 nov 2019, 17h30 - Publicado em 3 nov 2019, 16h33

O Enem 2019 teve questões sobre bullying, refugiados, uso de agrotóxicos e até discurso de ódio. A lista com alguns temas explorados neste primeiro dia de prova foi divulgada pelo portal G1 e, apesar de ir ao encontro do perfil das provas dos anos anteriores, surpreendeu quem esperava um Enem menos engajado em temas sociais esse ano. 

Isso porque, em março, o Inep anunciou a criação de uma comissão para avaliar as questões do Banco Nacional de Itens, usadas para compor a prova do Enem, e separar aquelas que não fossem “pertinentes com a realidade social”. Nas últimas semanas, representantes do MEC e do Inep afirmaram em entrevistas que a prova deste ano fugiria de temas “ideológicos” e “polêmicos”.

Confira alguns temas, figuras históricas e referências acadêmicas e artísticas que apareceram na prova:

  • música In this life, da cantora americana Madonna
  • canção O blues da piedade, de Cazuza e Frejat
  • Maria Quitéria, heroína da Guerra da Independência
  • poema Lua enlutada, de Hilda Hilst
  • bullying
  • liberdade de expressão e discursos de ódio nas redes sociais
  • refugiados
  • relação entre agrotóxicos e a morte de abelhas, e como a produção agrícola pode crescer de forma mais sustentável

Redação

O tema da redação do Enem deste ano foi “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. O tema também dialoga com o perfil dos temas de redação dos anos anteriores, por abordar uma questão de importância social e ligada ao cotidiano. Leia aqui comentários de alguns professores de redação sobre o assunto.

Continua após a publicidade
Publicidade