Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Procurador pede anulação do Enem 2011 por suposto vazamento

Uma escola particular de Fortaleza teria aplicado um simulado com 13 questões idênticas às do exame antes da realização da prova

Por Kleyson Barbosa Atualizado em 16 Maio 2017, 13h49 - Publicado em 26 out 2011, 12h05

O Ministério Público Federal do Ceará solicitou a suspensão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2011, após indícios de que estudantes de Fortaleza tiveram acesso a questões antes do exame. Segundo o procurador da República Oscar Costa Filho, uma escola particular de Fortaleza teria aplicado um simulado com 13 questões idênticas às do exame antes da realização do Enem, que ocorreu neste fim de semana em todo o país. "Não é que elas sejam equivalentes de conteúdo. Elas são cópia, idênticas", afirma o procurador.

Confira a resolução completa do Enem 2011
Confira o gabarito do primeiro dia do Enem 2011
Confira o gabarito do segundo dia do Enem 2011

O suposto vazamento começou a circular em redes sociais na noite desta terça-feira (25), quando fotos das questões foram postadas nas redes sociais. Segundo o procurador, as questões do Enem que constavam no simulado eram: no 1º dia (prova amarela), 87,46,50,74,57,34,33,32; no 2º dia (prova amarela), 113,180, 141, 173 e 154. Oscar Costa Filho notificou o Ministério da Educação (MEC) e o INEP (autarquia do MEC que organizou o Enem) nesta quarta (26). Caso o pedido não seja aceito, ele afirmou que irá recorrer à Justiça.

Por meio de sua assessoria, o MEC informou ao GUIA DO ESTUDANTE que ainda não foi notificado pelo Ministério Público Federal. "O MEC e INEP negam veemente que tenha havido vazamento e reitera que todos os procedimentos de segurança na realização da prova foram perfeitos". Nesta manhã, o órgão acionou a Polícia Federal e pediu a investigação do caso. O material apareceu nas redes sociais após o INEP ter colocado no ar nesta terça-feira (25) os cadernos de prova.

Leia mais

Notícias do Enem 2011

Continua após a publicidade
Publicidade