Assine com até 65% de desconto

Saiba o que fazer na véspera e nos dias do Enem

Confira dicas do que fazer no dia anterior e de como se organizar na realização da prova

Por Ana Lourenço Atualizado em 16 Maio 2017, 13h33 - Publicado em 1 dez 2016, 13h05

Mão preenchendo folha de respostas

Às vésperas da segunda aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016, o fim de semana mais importante do ano para quase 300 mil estudantes bate à porta. Com a proximidade da prova, é natural que o nervosismo e as dúvidas sobre o que fazer agora só aumentem.

Para ajudá-lo a ficar mais tranquilo, o GUIA DO ESTUDANTE preparou algumas dicas e orientações para a véspera e os dias da prova. Veja nosso roteiro:

Na véspera

Uma pergunta muito frequente dos estudantes é “devo estudar na véspera da prova?”. A resposta: não! O professor Alexandre Linares, do Cursinho Maximize, recomenda que você reserve o dia anterior ao início da prova para descansar. “Isso vale também para os alunos que trabalham. Se possível, negocie a antecipação de um dia de folga na sexta-feira. O importante é não trabalhar ou estudar na sexta-feira”, diz. “A prova é muito estressante e o estudante deve tirar um dia ou dois para descansar profundamente.”

Por isso, nem pensar em dar aquela última revisada ou reler aquele resumo mais uma vez. Lembre-se de que dificilmente você conseguirá aprender alguma coisa nova faltando tão pouco tempo para a prova. Mais necessário do que tentar correr para decorar algum ponto que ficou faltando é preparar-se emocionalmente para o desafio do dia seguinte – que envolve não apenas os seus conhecimentos, mas também a sua resistência psicológica e física. Esqueça os estudos e aproveite o seu dia: vá ao cinema, saia com os amigos, tire um tempo para assistir àquele seriado que você curte.

Além disso, não esqueça: alimente-se de maneira equilibrada também na véspera. Você provavelmente já sabe que é muito pouco recomendável que se faça extravagâncias no almoço dos dias do Enem, mas essa dica também deve ser seguida nos dias anteriores a ele. O motivo é fazer com que você se acostume não só com a comida mais leve (nem precisamos dizer para você passar longe da feijoada, não é?) como também com o horário da refeição, que deve ser feita mais cedo, em torno de 11h.

>> 7 dicas de alimentação (e uma receita energética) para os dias do Enem

Caso você ainda não tenha ido visitar o local de prova, o dia da véspera é sua última oportunidade de elaborar o caminho mais rápido, com menos trânsito e que possa ser feito com mais facilidade até a escola determinada. Conhecendo o local de prova, você pode prevenir eventuais problemas e saber exatamente de quanto tempo precisa para chegar lá, uma hora antes do exame – e, além disso, é também uma coisa a menos para se preocupar no sábado e no domingo! Lembre-se, também, que o Enem não tolera atrasos. Os portões fecham irrestritamente às 13h (horário de Brasília), e se você chegar um minuto depois, já não poderá entrar, sob nenhuma hipótese.

Na noite do dia anterior, faça a preparação do básico para o dia seguinte. Separe todos os documentos que você precisa levar (RG ou certificados) e também o material. Não esqueça da caneta preta em material transparente – lápis e borracha não são permitidos. Aqui, você deve repassar mais uma vez o que o cartão de confirmação do Enem aponta como obrigatório, proibido e opcional para saber exatamente o que portar na hora do exame (se você esquecer, confira aqui).

Continua após a publicidade

Além disso, pense também na roupa que vai vestir. Afinal, você não quer ir para a sala de prova de chinelos e regata se estiver fazendo o maior frio, não é? Tampouco vestir uma blusa de lã em um dia super quente. Para evitar que a roupa te atrapalhe, cheque a previsão do tempo para a sua cidade na noite anterior. Lembre-se de que a sua vestimenta deve priorizar o seu conforto, por isso procure as roupas e os sapatos que melhor te servirem, quaisquer que sejam eles.

Depois de toda a preparação, só resta uma coisa: dormir. Nem pensar em balada e chegar tarde em casa! Procure reservar pelo menos 8h para dormir e acordar disposto para o dia seguinte.

Nos dias do Enem

Na hora da prova, otimize o seu tempo resolvendo primeiro as questões em que você tem mais facilidade. Nesse ponto, o professor Alexandre Linares faz uma observação: é importante dar atenção à prova de Matemática. “Depois da redação, a prova de Matemática é aquela em que o estudante tem a maior possibilidade de nota dentro do Enem, por ser a mais difícil. Também por isso, a maioria dos alunos acaba preferindo fazer a redação ou a prova de Linguagens primeiro, o que faz com que sobre pouco tempo para fazer os cálculos”, explica. De acordo com ele, um número grande de acertos em Matemática é capaz de elevar a sua nota mais do que as outras matérias.

>> Saiba como organizar o seu tempo na prova do Enem

Em relação às outras provas, o professor diz que em cada ano acontece alguma alteração. “Às vezes Linguagens é mais difícil, às vezes Ciências da Natureza é mais difícil. No geral, a de Ciências Humanas costuma ser a mais fácil, por isso o teto da nota dessa área é menor”, explica. Mas na hora de planejar qual prova fazer primeiro, é preciso manter em mente o seu objetivo. “Você tem que mentalizar o curso que quer fazer, em qual universidade vai prestar e qual programa vai utilizar, para saber exatamente quantos acertos precisa ter e quais disciplinas deve colocar à frente”, diz Alexandre.

Além da prova em si, os momentos que você separa para comer e para descansar são muito importantes. De acordo com o professor, “o aluno deve fazer pelo menos duas paradas durante a prova, de 5 a 10 minutos, para se alimentar, ir ao banheiro e se esticar”. Apesar do desespero que alguns alunos possam ter com essa recomendação pensando nos minutos a menos para fazer a prova, ele alerta que essa pausa é extremamente necessária. “Ao longo do exame, a sua concentração vai diminuindo naturalmente. Se você levanta um pouco e come alguma coisa, é como se estivesse entrando novamente para fazer a prova, impedindo que fique com sono”, explica.

>> Beber água pode melhorar desempenho em provas, diz estudo

Na finalização da prova, o professor deixa claro: é indispensável dedicar 30 minutos ao gabarito – se tiver treinado bastante o preenchimento com antecedência, pode-se reduzir a 25 ou 20 minutos. “Não existe nada pior do que errar na transcrição das questões para o gabarito. Se você pular sem querer uma questão, lá vai uma sequência inteira de alternativas erradas até se dar conta do erro”, diz. Para evitar que isso aconteça, redobre a atenção na hora de marcar as alternativas. Assinale a resposta certa antes, cheque novamente se a alternativa marcada corresponde à questão e só então preencha completamente o espaço.

Importante: Nem sequer cogite usar o celular, tirar fotos da prova, mandar e-mails, SMS, tuítes ou fazer selfies durante a prova. Como diz o edital do Enem, está absolutamente proibido o uso de qualquer equipamento eletrônico durante a realização do exame, sob pena de eliminação. Se a tentação de tirar uma selfie com o caderno de prova for muito grande, espere até chegar em casa! Não vá correr o risco de perder a prova por uma besteira, ok?

Com essas orientações em mente, respire fundo. Você se preparou bastante durante o ano, e provavelmente estudou muito para chegar até aqui. Agora é torcer! Boa sorte!

Continua após a publicidade
Publicidade