Assine Guia do Estudante ENEM por 15,90/mês
Continua após publicidade

Essa professora ensina História a partir de animações

Da Era do Gelo aos Croods, Keilla encontrou um jeito diferente de prender a atenção dos alunos nas aulas de História

Por Ludimila Gomes
16 abr 2024, 15h00

Keilla Vila Flor é professora de História e dá aulas desde os 18 anos, quando iniciou sua graduação na UnB (Universidade de Brasília). Com o passar dos anos, desenvolveu um método para tornar suas aulas únicas: o cine-debate. Ela faz uma curadoria de filmes, em especial animações, para ensinar o conteúdo programático de um jeito leve e divertido aos seus alunos do sexto ano até a primeira série do Ensino Médio.

Quando passa os longa-metragens em sala de aula, sente que conseguem absorver a disciplina de maneira mais fluida – mesmo que no início muita gente estranha a ideia. Keilla conta que seus alunos do sexto ano, por exemplo, às vezes não entendem que o filme faz parte da aula e só percebem que aprenderam o conteúdo na hora da revisão, quando precisam explicar a matéria.

O método funciona por causa do debate que acontece após a transmissão do filme. A professora usa os dois horários que tem disponível com a turma para passar todo o longa-metragem, e depois deixa os alunos debaterem entre si o que entenderam da história, estabelecendo relações com o conteúdo. Ela faz pequenas intervenções quando necessário para guiar a discussão.

+ Conheça 5 carreiras para quem faz História

Assistindo com um olhar crítico

Apesar dos alunos terem maior facilidade para absorver o conteúdo com esse método, assimilando pelo debate, a professora aponta que é importante compreender o que é fato e o que é liberdade criativa nas produções. Em “A Era do Gelo”, por exemplo, o gênero homo não é o Australopithecus, isso quer dizer que eles já possuem a fala desenvolvida. Mesmo assim, mal têm expressões faciais no longa-metragem. “O filme antropomorfiza animais, ou seja, eles que falam. A narrativa é centrada na trajetória do Manny, do Sid e do Diego, então é a comunicação entre eles que importa.”, conclui a professora.

Continua após a publicidade

Conheça abaixo alguns filmes abordados por Keilla em sala de aula e a relação deles com conteúdos históricos.

A Era do Gelo (2002)

cena do filme
(20th Century Fox/Divulgação)

Keilla usa o filme “A Era do Gelo” para falar sobre a teoria evolutiva de Charles Darwin. Ele foi o primeiro a provar cientificamente a evolução das espécies falando sobre a seleção natural. “Usei um frame do filme em que os três [personagens] principais estão passando em uma caverna de gelo. Ali aparece congelado todas as evoluções da espécie até chegar na preguiça gigante, que é o Cid”, explica a professora que usa a animação durante todo o capítulo do livro didático.

Depois do filme, a professora abre um debate sobre a disciplina e deixa os alunos falarem sobre o que entenderam, guiando a conversa. Assim, eles se tornam capazes de explicar o conteúdo com suas próprias palavras.

Continua após a publicidade

A teoria criada por Darwin diz que as espécies mudam ao longo do tempo por passarem pela seleção natural. Esta evolução seria a responsável pela adaptação dos grupos ao novo ambiente onde viveriam. O cientista viajou por cinco continentes para fazer experimentos e refinar suas ideais. Nestas viagens, encontrou fósseis de um milodonte, uma preguiça gigante pré-histórica, na América do Sul, assim como outras espécies. Analisando restos de um toxodonte, espécie que viveu durante o período Paleoceno, o pesquisador notou semelhanças com traços de outros grupos que haviam sido extintos mais recentemente.

+ O que é antropologia?

Pachamama (2018)

filme animado netflix pachamama
(Netflix/Divulgação)

A professora usa a animação “Pachamama” para falar sobre o império Inca, o maior da América do Sul. Era uma civilização teocrática, ou seja, o chefe do governo era um representante dos deuses. Os Incas possuíam conhecimentos astronômicos avançados e eram capazes de aplicar conceitos de matemática e geometria nas suas construções. Além disso, arquitetaram um complexo sistema de estradas que ligava todo o império, com cerca de 7 mil quilômetros de extensão. Eles foram dominados pelos espanhóis entre 1532 e 1535.

Continua após a publicidade

Os Croods 2 (2020)

cena de os croods 2
(DreamWorks/Divulgação)

Já para trabalhar o conceito de anacronismo, a professora utiliza a animação “Os Croods 2”. Anacronismo é quando se usa as ideias de uma época para explicar os fatos de outra. Este debate é importante porque é comum que as pessoas analisem o passado com base em discussões do presente, sem levar em conta os avanços da sociedade.

“Eu pedi que eles observassem antes de passar o filme o que eles que eles achavam estranho ali”, explica a professora. Os alunos então apontaram o muro enorme que protege os Bem Melhor, os quartos separados nas casas e as pontes, construções modernas. 

+ Fuvest: o que mais cai em História na prova

Continua após a publicidade

Maya e os três guerreiros (2021)

cena da animação maya e os 3 guerreiros
(Netflix/Divulgação)

Keilla usa a série animada de nove episódios “Maya e os três guerreiros” para falar sobre as civilizações Maia e Asteca. Os Maias foram os primeiros a se consolidar como império, atingindo o auge no fim do século IX, período em que dominavam do sul do México à Guatemala. Eles compreenderam o conceito do número zero antes da Europa e tinham construções tão grandiosas quanto a egípcia e a romana. Foram responsáveis por criar o maior edifício da América antiga, com 70 metros de altura. A civilização entrou em declínio a partir do ano 900 e, quando foi dominada pelos espanhóis no século XVI, eram agricultores.

Já a civilização dos Astecas iniciou seu desenvolvimento na região central do México durante o declínio dos Maias. Eles possuíam planejamento urbano e as obras públicas incluíam quilômetros de estradas e aquedutos, que são canais criados para levar água de um lugar para outro. A área onde foi construída a capital, Tenochtitlán, foi erguida em uma área pantanosa que foi drenada e aterrada para comportar cerca de 100 pirâmides e torres. O império ainda estava se expandindo quando foi invadido pelos espanhóis em 1519.

+ 5 podcasts brasileiros para quem gosta de História

Busca de Cursos

Continua após a publicidade

Entre no canal do GUIA no WhatsApp e receba conteúdos de estudo, redação e atualidades no seu celular!

Compartilhe essa matéria via:

 Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso GUIA DO ESTUDANTE ENEM e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país.

Publicidade
Essa professora ensina História a partir de animações
Entrevista
Essa professora ensina História a partir de animações
Da Era do Gelo aos Croods, Keilla encontrou um jeito diferente de prender a atenção dos alunos nas aulas de História

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se você já é assinante faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

MELHOR
OFERTA

Plano Anual
Plano Anual

Acesso ilimitado a todo conteúdo exclusivo do site

a partir de R$ 15,90/mês

Plano Mensal
Plano Mensal

R$ 19,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.