logo-ge

7 curiosidades históricas sobre a fotografia

Do daguerreótipo ao Instagram, a fotografia tem uma história cheia de momentos fascinantes

Uma das mais queridas formas de expressão artística da humanidade, a fotografia carrega um lugar especial na história. Por mais que sua invenção como a conhecemos só tenha de fato se dado no início do século XIX, a fascinação das pessoas com a tentativa de capturar movimentos começa já no século X, quando o árabe Alhaken de Barosa percebeu que a luz do sol se projetava no interior de sua tenda. De Barosa até o Instagram, essa história é recheada de fatos interessantes. Confira abaixo 7 curiosidades históricas sobre a fotografia.

1. A primeira fotografia do mundo é de uma janela!

Chamada de "View from the window at Le Gras", é considerada a primeira fotografia da história

 (Arquivo/Reprodução)

Vamos começar do começo. Você pode não conhecer essa foto, mas ela tem extrema importância. A fotografia tirada pelo francês Joseph Nicéphore Niépce (1765 – 1833), em 1826, é considerada a primeira da história. Para obter esse resultado, o inventor posicionou uma folha de estanho coberta de betume durante oito horas seguidas na frente de uma janela. Ao final do processo, a imagem estava gravada na chapa. Muito estudiosos consideram que o sucesso de Niépce foi pura coincidência, pois as primeiras fotografias realmente estáveis só foram aparecer depois de meses da tentativa do inventor. Futuramente, Louis Jacques Mandé Daguerre trabalharia junto com Niépce para construir o daguerreótipo (algo como uma versão primitiva da câmera fotográfica).

2. A primeira foto tirada no Brasil

O Paço da Cidade, no Rio de Janeiro, é o protagonista da primeira fotografia tirada no Brasil, pelo francês Louis Compte

 (Arquivo/Reprodução)

O Paço da Cidade, no Rio de Janeiro, é o protagonista da primeira fotografia tirada no Brasil, pelo francês Louis Compte

Falando em primeiras fotografias, a primeiríssima foto tirada em solo brasileiro é de 1840. Louis Compte, um capelão de um navio-escola francês que havia aportado no Rio de Janeiro, estava apenas de passagem pelo país e carregava consigo o seu daguerreótipo. Ao caminhar pelo Paço da Cidade, no Rio, Compte decidiu registrar a paisagem. A foto causou o maior burburinho na época e o jovem imperador D. Pedro II não demorou para encomendar seu próprio daguerreótipo e se tornar o primeiro fotógrafo brasileiro, aos 15 anos.

3. Photoshop das antigas

 (Arquivo/Reprodução)

Se você acha que alterar e editar imagens é um fenômeno exclusivo do século XXI, está muito enganado! Muito antes do Photoshop, fotografias eram alteradas artesanalmente pelos mais diversos motivos. Algumas eram apenas para fins recreativos e eram basicamente brincadeiras com perspectivas ou colagens. As mais famosas, porém, são as de cunho político. Na antiga União Soviética, o ditador Josef Stalin criou uma verdadeira força-tarefa com fotógrafos e técnicos para alterar fotografias que continham inimigos ou “traidores do movimento”. O exemplo mais emblemático são as fotos em que o rival Leon Trotsky foi simplesmente apagado das imagens através de colagens e alterações de cor.

 

 

 

 

 

 

 

4. A foto mais vista do mundo

A fotografia "Bliss", do americano Charles O'Rear, é a foto mais vista do mundo e, ao contrário do que muitos acreditavam, não é editada

 (Charles O'Rear/Reprodução)

O autor da fotografia utilizada como o papel de parede padrão do Windows XP fez o registro enquanto dirigia a uma visita a sua esposa, na Califórnia

 (Divulgação/Reprodução)

A fotografia acima é considerada a foto mais vista do mundo. O registro feito pelo fotógrafo americano Charles “Chuck” O’Rear, em 1996, ganhou o mundo quando foi instalada como o papel de parede padrão dos computadores da Microsoft com Windows XP. A fotografia, chamada “Bliss”, foi tirada na autoestrada de Sonoma, na Califórnia, quando Chuck estava a caminho de uma visita a sua atual esposa. No começo deste ano, um tweet viralizou nas redes contando a história por trás de “Bliss” e muita gente ficou surpresa quando descobriu que a fotografia não era editada ou totalmente criada no Photoshop. Chuck contou em uma entrevista que bateu a foto logo depois de uma tempestade, quando o céu abriu e as nuvens de chuva foram embora.

5. Selfies do século XIX

Robert Cornelius foi o primeiro a fazer uma selfie na história! O americano teve que ficar cerca de 15 minutos parado para concluir o processo

 (Acervo/Reprodução)

A primeira selfie da história é bem mais antiga do que você imagina! O termo selfie, que vem de abreviação em inglês para “self-portrait”, ou seja, “autorretrato”, foi a palavra do ano de 2013 e é um dos marcos da cultura popular da década de 2010. Mas o que poucos sabem é que a primeira selfie foi tirada em 1839. O americano Robert Cornelius, sem saber direito se funcionaria ou não, tirou uma foto si de mesmo em frente à sua loja de lâmpadas na Filadélfia. E se você reclama do temporizador do seu celular, pense duas vezes: Cornelius teve que ficar parado durante cerca de 15 minutos para o daguerreótipo fazer o registro. Já a primeira selfie em grupo foi feita em 1920 pelo fotógrafo Joseph Byron em um terraço, em Nova York.

6. As fotos ficaram ótimas! (14 anos depois)

A Rainha Vitória e o Príncipe Albert catorze anos depois de seu casamento, posando com os trajes usados na cerimônia para uma fotografia real

O casamento da Rainha Vitória com o Príncipe Albert, em outubro de 1840, é referência até hoje quando se trata de casamentos históricos. O casal foi um dos primeiros da Realeza a casar-se por amor (a própria rainha pediu a mão do príncipe!), o primeiro a trocar alianças durante a cerimônia e até mesmo o primeiro a iniciar a tradição de a noiva usar um vestido branco. Infelizmente, a tecnologia da época não permitia grandes retratos fotográficos e, por isso, todos os registros da cerimônia são pinturas e ilustrações. Mas, para eternizar a união do casal, a rainha e o príncipe reutilizaram os trajes da cerimônia em 1854, quando a tecnologia já permitia fotografias de maior qualidade. Portanto, todas as fotos do casamento disponíveis atualmente são de quatorze anos depois da cerimônia original.

7. Um pequeno passo para o homem, uma grande foto para a humanidade

Pegando carona com as tecnologias desenvolvidas no fim da Segunda Guerra Mundial, a primeira fotografia do espaço foi feita por uma câmera acoplada em um míssil, em 1946

 (Arquivo/Reprodução)

Hoje em dia bastam alguns cliques para encontrar uma live no YouTube com câmeras da Nasa transmitindo diretamente do espaço. Mas a primeira vez que foi possível registrar em foto como é o nosso planeta foi no dia 24 de outubro de 1946. Uma câmera de 35mm, até então utilizada no cinema, foi acoplada ao míssil V2 e mandada para a atmosfera a uma altura de 65 km. O teste foi feito na base de White Sands, no Novo México, EUA, e foi um dos pioneiros na missão do homem de registrar o espaço. Ao atingir a altitude máxima, o míssil caiu de volta na Terra e a câmera acabou se quebrando com o impacto, mas, para a alegria de todos, o filme estava preservado.