Assine Guia do Estudante ENEM por 15,90/mês
Continua após publicidade

7 dicas para melhorar sua concentração

É normal perder o foco de vez em quando, mas é preciso tomar cuidado para isso não se tornar um hábito

Por Julia Di Spagna
Atualizado em 6 dez 2020, 12h03 - Publicado em 1 set 2020, 15h05

Sabe aquele momento em que você decide que seu dia de estudos vai render muito? Serão vários exercícios resolvidos, você se propõe a retomar a leitura daquele tópico mais difícil, fazer uma redação e ainda adiantar a matéria da próxima aula. Mas, quando você senta à escrivaninha para começar, lembra de algo que precisa comprar, manda uma mensagem para o seu amigo, abre uma das suas redes sociais e, quando percebe, três horas “de estudo” se passaram.

Em que ponto será que você errou? Como conseguiu dispersar tão rapidamente?

Fique tranquilo: o problema não é só seu. Manter a concentração é um exercício que exige esforço e disciplina. Mas existem algumas regrinhas básicas que aumentam o foco e permitem mais produtividade. 

Conversamos com Vinícius Haidar, coordenador do Curso Poliedro, e separamos sete dicas fundamentais que vão ajudar você a se concentrar e fazer os estudos renderem ainda mais. Confira:

Continua após a publicidade

O espaço faz toda diferença 

Procure uma bancada apropriada, evitando a cama, o chão ou o sofá, que podem fazer com que você se acomode e esqueça de suas prioridades. Ter fácil acesso aos materiais necessários também evita deslocamentos constantes, nos quais você pode esbarrar em uma distração e quebrar o ritmo dos estudos. 

Lembre-se também de deixar um lanche e uma garrafinha com água próximos para que não precise ir até a cozinha. Ou seja, o importante é deixar tudo que é essencial ao seu alcance para não ter desculpas para levantar e parar de estudar.

E preste atenção à sua postura, pois embora pareça apenas um detalhe, ela pode prejudicar seu rendimento. O correto é sentar com os pés apoiados no chão e as costas retas. 

Continua após a publicidade

Escrever é fundamental 

Crie o hábito de assistir às videoaulas ou fazer leituras anotando os pontos mais importantes, exatamente como se estivesse em sala de aula. 

“O ato de escrever é um ótimo exercício cognitivo que põe o cérebro e a memória para trabalhar. Assim, fica mais fácil recordar o que foi estudado”, explica Haidar. 

Começo, meio e fim

Segundo o coordenador, uma rotina parecida com a que você tem nas aulas presenciais vai ajudar a criar um hábito e acostumar seu corpo, melhorando rendimento e concentração. 

Estabeleça horários para cada atividade do seu dia: acordar, tomar café da manhã, assistir às aulas, realizar intervalos, almoçar, estudar e descansar. 

Deixe as distrações bem longe 

Afaste-se de distrações enquanto você estuda. Isso significa não ligar a televisão, deixar o celular em modo avião ou desligado e afastar tudo o que pode gerar desatenção do seu ambiente de estudos. Caso esteja assistindo às aulas pelo celular, a sugestão do coordenador é desativar as notificações. 

Continua após a publicidade

Combine também com as pessoas que estão convivendo com você os seus horários de estudos e de intervalo, pois, assim, conseguirá evitar interrupções e ter mais produtividade. E cuidado com animais de estimação, eles podem ser ótimas companhia durante os horários de intervalo, mas são grandes fontes de distração durante os estudos.

O seu corpo também precisa de atenção 

Lembre-se de se movimentar! A orientação de Haidar é levantar em pequenos intervalos (a cada 2 horas), por 10 a 15 minutos, pois o corpo cansará rapidamente ao assistir aulas o dia todo sentado na mesma posição. Procure se alongar também, de manhã e em alguns dos intervalos. 

“Ande um pouco após o almoço. Pode ser dentro de casa mesmo, pois isso ajuda na circulação, inclusive para evitar o sono após as refeições”, diz. E caso já tenha uma rotina de exercícios leves ao longo da semana, pode manter, mas sempre evitando exageros. 

Continua após a publicidade

Fique atento ao que você come

Comer bem é fundamental para um bom rendimento nos estudos e ajuda a manter sua concentração. Nada de alimentos muito gordurosos, pois eles demandam muita energia para digestão e podem dar sono, prejudicando a concentração. 

Confira aqui algumas dicas dos alimentos ideais para essa fase.

Busca de Cursos

Continua após a publicidade

Alimentar-se em intervalos regulares também é positivo, desde que evite muitos doces, salgados, balas ou refrigerante. E não se esqueça de beber bastante água. Manter-se hidratado ajuda o bom funcionamento do cérebro e a manutenção da atenção.  

Concentração e sono não combinam

Tente dormir cerca de 8 horas por noite. Não tem problema ser um pouco mais ou um pouco menos, mas o ideal é não deitar muito tarde, para que consiga acordar cedo e manter a rotina. 

“Lembre-se de que o sono é fundamental para o aprendizado e para consolidar a memória de longo prazo, essencial para o render nos estudos. E um bom sono reparador ajuda a manter a atenção e a concentração ao longo do dia”, finaliza Haidar. 

Publicidade
7 dicas para melhorar sua concentração
Estudo
7 dicas para melhorar sua concentração
É normal perder o foco de vez em quando, mas é preciso tomar cuidado para isso não se tornar um hábito

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se você já é assinante faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

DIGITAL
DIGITAL

Acesso ilimitado a todo conteúdo exclusivo do site

A partir de R$ 9,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.