Clique e assine GE Play por R$16,90

Muito além de Hollywood: conheça 10 séries em que não se fala inglês

Cansado de ficar em casa? Estas dicas vão te tirar do tédio e levar a terras bem distantes

Por Letícia Albuquerque - Atualizado em 8 out 2020, 19h09 - Publicado em 19 jun 2020, 15h34

Produções cinematográficas e séries são ótimos entretenimentos para passar o tempo enquanto temos contato com outras culturas. E, geralmente, não é só o idioma dos atores que muda. Os cenários, as histórias e as formas de narrar ganham aspectos próprios que expõem características de uma população diferente.

Em 2020, pela primeira vez na história do Oscar, um filme estrangeiro, o sul-coreano Parasita, de Bong Joon Ho, levou a estatueta de melhor filme, entre outros prêmios. O sucesso de público e crítica só enaltece algo que há muito tempo a gente sabe, mas que nem sempre para para ver: tem muita coisa boa feita em países que não se chamam Estados Unidos ou Reino Unido! Então, que tal começar a explorar um pouco mais isso? Confira estas séries!

The Rain – Dinamarca

Essa ficção científica dinamarquesa lida com a vida após o apocalipse. Depois de um vírus sem explicação exterminar toda a população da Escandinávia, um grupo de jovens se encontra entre os escombros do que restou da cidade para tentar encontrar uma vida melhor. A série já tem duas temporadas e discute como é a vida após o fim do mundo, quando não existem mais regras sociais e todos precisam começar do zero.

Disponível na Netflix.

Babylon Berlin – Alemanha

Explorando a Alemanha dos anos 1920, o drama policial Babylon Berlin conta a história do país logo antes da ascensão nazista. Uma das produções de língua não-inglesa mais caras dos últimos tempos, a série é incrível para entender as contradições da época entre a Primeira e a Segunda Guerras Mundiais de um ponto de vista único e central nos dois conflitos: Berlim. Na história, acompanhamos a vida de Rath, veterano de guerra, e da humilde Ritter, que sonha em ser a primeira detetive da Polícia de Berlim, cidade que vive um período de efervescência cultural e social que seria interrompido pela brutalidade nazista.

Disponível no Globoplay.

Tabula Rasa – Bélgica

Considerada uma série de suspense psicológico, Tabula Rasa é uma série belga cheia de mistério e que flerta com o horror. A narrativa acompanha Annemie D’Haeze, suspeita de estar envolvida em um desaparecimento. A personagem foi a última a ser vista na companhia do desaparecido. O problema é que ela não se lembra de conhecer a vítima, porque um acidente prejudicou sua memória permanentemente. Gravada em flamengo, a variante belga do holandês e um dos idiomas oficiais da Bélgica, a série brinca com a delicadeza entre a consciência e o inconsciente, além da perda da nossa história que pode afetar para sempre um indivíduo.

Disponível na Netflix.

Merlí – Espanha

A série, falada em catalão, se passa em Barcelona e conta a vida de um professor de filosofia do Ensino Médio que incentiva seus alunos a questionarem o mundo. Com toques de comédia, cada episódio recebe o nome de um filósofo ou corrente filosófica que vai ser explicada na série e, também, aplicada a lições no dia a dia dos adolescentes. Apesar dos questionamentos da direção da escola e dos pais, Merlí vai ajudar os alunos a enfrentarem problemas pessoais – inclusive o de seu filho.

Veja mais sobre a série aqui. Disponível na Netflix.

Fauda – Israel

Acompanhando uma unidade secreta israelense que caça inimigos na Palestina, a série traduz em seu título o que acontece na Faixa de Gaza. Fauda, que significa “caos” em árabe, se propõe a mostrar o jogo de poder entre Israel e a Palestina em que ninguém ganha e ninguém perde. Considerada, em 2017, a melhor série internacional do gênero pelo The New York Times, a produção apresenta personagens complexos que se dividem entre uma vida, muitas vezes, amorosa em casa e violenta no trabalho.

Continua após a publicidade

A série está disponível na Netflix.

Quiz From God – Coreia do Sul

Em uma narrativa semelhante à de House, o neurocirurgião Han-Jin-woo e sua equipe são transferidos para o departamento forense do hospital onde trabalham. Os médicos são responsáveis pela segunda autópsia dos pacientes e devem investigar casos misteriosos envolvendo assassinatos e doenças raras. Como o título sugere, ao final de cada episódio, questionamentos sobre o poder de Deus sobre a humanidade são jogados para o espectador. E, como todo K-drama, como são chamadas as produções coreanas, a série conta com características típicas da cultura do país e também um toque de romance.

A série está disponível na Netflix.

Dix Pour Cent – França

Já com três temporadas, essa série cômica conta como é a rotina dos profissionais que trabalham em agências de talentos em Paris. A série é divertida ao mostrar um dia a dia cheio de baixos e altos enquanto os agentes tentam fazer de tudo para manter seus astros satisfeitos. Cada episódio ainda traz, como convidado, um ator famoso na França (ou às vezes fora dela também) que interpreta uma versão exagerada de si mesmo.

A série está disponível na Netflix.

Terrace House – Japão

É um reality show muito diferente do que estamos acostumados. Distante do poder do confinamento, a produção reúne um grupo de jovens japoneses para morarem sob o mesmo teto com dois carros a sua disposição. Mas não espere grandes dramas e intrigas. O show se propõe a mostrar as dificuldades e o dia a dia de jovens japoneses que devem enfrentar questões culturais, inclusive a timidez, para aprenderem a conviver juntos e se relacionar com outras pessoas.

A série está disponível na Netflix.

Nobel – Noruega

Explora o envolvimento militar e político da Noruega na Guerra do Afeganistão. A história parte do casal formado por Johanne, chefe da secretaria do ministro das Relações Exteriores, e seu marido Erling, líder de um grupo de Forças Especiais norueguês no Afeganistão, que, ao voltar para seu país, recebe uma missão misteriosa relacionada a sua atuação na guerra. Os acontecimentos a partir de então colocam em xeque a relação de ambos e suas moralidades ao expor eventos pessoais e políticos.

A série está disponível na Netflix.

 Trapped – Islândia

Rodeado de neve, Trapped narra a investigação de crimes violentos em um pequeno vilarejo na Islândia. Com um ritmo muito diferentes das séries policiais americanas, esta produção islandesa é perfeita para quem gosta de muito mistério sem enrolação. A série acompanha o investigador Andri, responsável por resolver um caso a cada temporada (atualmente, duas já estão disponíveis na Netflix e a terceira está em pré-produção). O único ponto negativo é que será necessário prestar muita atenção nos nomes de cada personagem para entender as histórias, já que são muito diferentes do português.

A série está disponível na Netflix.

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso Enem do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a centenas de videoaulas com professores do Poliedro.

Continua após a publicidade
Publicidade