Assine com até 65% de desconto

Como cai na prova: Climas e vegetações do Brasil

O GUIA mostra qual a melhor forma de estudar o conteúdo que é bastante cobrado no Enem e outros processos seletivos

Por Malú Damázio Atualizado em 21 set 2020, 19h10 - Publicado em 21 set 2020, 17h21
Rio e floresta tropical no Brasil
Ildo Frazao/iStock

Em geografia, um dos temas mais explorados pelo Enem é o de climas e vegetações nacionais. O exame traz diversas questões sobre ecossistemas e domínios morfoclimáticos, muitas vezes com mapas e recursos gráficos para que o estudante identifique quais as características básicas de relevo, clima, vegetação e hidrografia relacionadas à vida no local abordado no enunciado.

No Brasil, há seis domínios morfoclimáticos: amazônia, cerrado, caatinga, mata atlântica (ou domínio dos mares de morros), campos (ou pradarias) e mata das araucárias. Os quatro primeiros são os que mais aparecem nas questões da prova. Existem ainda três faixas de transição que podem ser exploradas pelo exame: o pantanal, a mata de cocais e a vegetação litorânea de mangues e restingas.

  • “A vegetação e o clima das regiões brasileiras são o filé mignon da geografia no Enem, especialmente a vegetação. Este é o grande tema e é interessante que o aluno saiba não só as características da região onde vive, mas as de todo o país”, observa a professora do Poliedro Cristina Luciana do Carmo.

    Enem 2010 – 2ª aplicação (gabarito ao fim da matéria) Enem/Inep

    Como o exame é aplicado em todo o território nacional, Cristina destaca que, ao contrário dos vestibulares mais tradicionais, o Enem cobra o contexto brasileiro. Por isso, o candidato deve se preocupar em estar afiado sobre as definições de cada um dos domínios brasileiros. Além de entender onde eles ocorrem no país, o estudante precisa saber também queessas regiões têm características humanas, sociais, políticas e econômicas próprias – contextos que também podem ser tratados nas questões.

    Enem 2011 (gabarito ao fim da matéria) Enem/Inep

    Tipos de questões

    Em um exercício sobre a amazônia, por exemplo, é possível que a prova aborde a interligação entre os aspectos indígena e ambiental, ou em um exercício que trate da caatinga, o estudante pode ser questionado sobre o programa de transposição do rio São Francisco.

    Continua após a publicidade

    O diálogo entre aspectos da geografia física e da social é próprio do Enem, como diz a professora. “Vai vir misturado, então, nesse caso, o aluno tem que saber o que é a transposição e por que a região é seca. Ele também precisa ter noção das dificuldades de se transpor um rio, tanto as hidrográficas quanto as econômicas, de valores da obra. Os contextos podem ser físicos ou humanos”. E completa: “é uma interdisciplinaridade dentro da própria geografia que permite uma discussão física, histórica, social e cultural do Brasil”.

    Enem 2012 (gabarito ao fim da matéria) Enem/Inep

    Embora pareça um tema que envolve muita ‘decoreba’, a professora alerta que só gravar as características de cada domínio não é o suficiente para ir para a prova preparado. “Não é só decorar por decorar. Além de saber tudo, o estudante tem que saber correlacionar”, reforça Cristina.

    Enem 2013 (gabarito ao fim da matéria) Enem/Inep

    Recursos

    Mapas, letras de música, trechos de textos literários, fragmentos de reportagens, charges, fotografias e outros recursos podem ser utilizados nos enunciados das questões que tratam do clima e da vegetação do Brasil. Então, para se inteirar sobre o assunto, é importante que o aluno, além de estudar pelos livros didáticos, também leia jornais e portais de notícias sobre o assunto.

    Enem 2016 – 2ª aplicação (gabarito ao fim da matéria) Enem/Inep

    Outros vestibulares

    Além de cobrarem um aspecto mais regional nas questões envolvendo os domínios morfoclimáticos do país, os vestibulares mais tradicionais trazem exercícios mais direcionados à geografia física. As perguntas sobre clima e vegetação estão relacionadas, na maior parte das vezes, somente ao aspecto ambiental e são mais técnicas. “O Enem é mais preocupado com a ponte com a sociedade e a economia. Já os outros vestibulares são mais físicos e podem trazer, por exemplo, uma abordagem relacionada à poluição e aos impactos na atmosfera”, destaca Cristina.

  • Gabarito das questões
    Enem 2010 – A
    Enem 2011 – D
    Enem 2012 – A
    Enem 2013 – A
    Enem 2016 – A

    Continua após a publicidade
    Publicidade