logo-ge

Como cai na prova: Problemas ambientais

O GUIA mostra qual a melhor forma de estudar o conteúdo que é bastante cobrado no Enem e outros processos seletivos

Um dos temas favoritos do Enem e outros vestibulares, os problemas ambientais aparecem no exame em questões com diversos tipos de abordagens, desde a poluição do solo, dos rios e da atmosfera à superpopulação e ao mau uso de recursos naturais pelo homem. Por isso, para mandar bem nas questões que tratam do assunto, é importante que o aluno esteja antenado às notícias sobre alterações no meio ambiente nos últimos anos, tanto as brasileiras quanto às internacionais.

Os problemas das cidades são os grandes norteadores das questões do exame: inversão térmica, chuva ácida, ilhas de calor, lixo, poluição de rios, crise hídrica e falta d’água são contextos ligados à urbanização típica das grandes metrópoles. O professor de biologia do cursinho Poliedro Luís Gustavo Megiolaro destaca que as questões são interdisciplinares e sempre transitam entre os conteúdos de biologia e geografia.

Enem 2010 (gabarito ao fim da matéria)

Enem 2010 (gabarito ao fim da matéria) (Enem/Inep)

Além disso, ele lembra que os estudantes devem ficar bastante atentos às formas de poluição, um dos assuntos que mais aparece nos enunciados do Enem.  Existem três tipos centrais de poluição que podem aparecer na prova: a aquática, a atmosférica e a do solo.

“É essencial que o candidato saiba que, na prova, ele vai ser cobrado sobre as medidas que a população e o governo podem tomar para reverter as formas de poluição. Por isso, ele precisa estar atento, por exemplo, a temáticas como energias limpas e sustentáveis e técnicas de reaproveitamento do lixo”, observa.

Enem 2010 (gabarito ao fim da matéria)

Enem 2010 (gabarito ao fim da matéria) (Enem/Inep)

Poluição aquática

Dentro da poluição aquática, o estudante pode encontrar questões sobre o processo de eutrofização (concentração de matéria orgânica) de rios e lagos, além de perguntas que tratem, por exemplo, do despejo de esgoto doméstico e industrial nos cursos d’água. O professor destaca que o enunciado sempre trará problemas e situações relacionadas ao dia a dia, ao cotidiano das pessoas.

Outro assunto que pode aparecer é a magnificação trófica (acúmulo de substâncias tóxicas, como metais pesados). “Esse tema voltou à tona especialmente com acidente de Mariana (MG), ocorrido no fim de 2015. Na ocasião a barragem construída pela mineradora Samarco se rompeu e espalhou os rejeitos pelo distrito de Bento Rodrigues e pelo leito do Rio Doce, em Minas Gerais e no Espírito Santo, o que causou uma concentração de metais pesados no corpo dos seres vivos.

“O Enem vai trazer uma situação ambiental real que tenha o Brasil como pano de fundo. O contexto das questões irá tratar o homem como responsável pela poluição e, ao mesmo tempo, diretamente afetado por ela”, observa Luís. Além disso, no âmbito internacional, o aluno pode encontrar exercícios que tratem, por exemplo, de plataformas e do derramamento de petróleo pelo mundo.

Enem 2011 (gabarito ao fim da matéria)

Enem 2011 (gabarito ao fim da matéria) (Enem/Inep)

Poluição atmosférica

Efeito estufa e chuva ácida são figurinha certa nas questões sobre poluição atmosférica. Dentro do assunto, os enfrentamentos do dia a dia também estarão presentes. Além disso, os tratados,  internacionais, mais ligados à geografia, como o Protocolo de Kyoto, firmado entre países membros da Organização das Nações Unidas (ONU) para a emissão de gases que potencializam o efeito estufa, e a Rio 92 (Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento) são temáticas recorrentes.

No contexto internacional, além das convenções, podem aparecer ainda questões que falem sobre aquecimento global e buracos camada de ozônio. O professor indica que o aluno pesquise e tente entender melhor o Acordo de Paris, pacto internacional que prevê a redução de emissão de CO² a partir de 2020. O tema é trazido à tona especialmente agora, em 2017, quando o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump anunciou a saída da principal potência mundial (e também uma das mais poluentes) do pacto.

Enem 2011 (gabarito ao fim da matéria)

Enem 2011 (gabarito ao fim da matéria) (Enem/Inep)

Poluição do solo

Ao abordar a poluição do solo, o exame trata principalmente do lixo produzido no planeta. É comum que as questões exijam do candidato conhecimentos sobre como converter o lixo em energia ou renovar uma energia a partir de resíduos sólidos produzidos pelo homem no ambiente. “É interessante que o aluno veja o tema pensando em formas sustentáveis de lidar com os rejeitos”, frisa Luís.

Enem 2016 (gabarito ao fim da matéria)

Enem 2016 (gabarito ao fim da matéria) (Enem/Inep)

Como estudar

As alterações ambientais serão tratadas nos enunciados a partir de tabelas, gráficos ou mapas que mostrem dados da poluição. O exame também trará, com frequência, textos sobre tratados nas questões internacionais. “O Enem é uma prova conteudista, então, o aluno precisa saber quais as causas e as consequências, mas necessita, sem dúvidas, de habilidade interpretativa para analisar recursos como imagens, mapas e tabelas”, lembra o professor.

Enem 2016 (gabarito ao fim da matéria)

Enem 2016 (gabarito ao fim da matéria) (Enem/Inep)

Outros vestibulares

Enquanto as questões do Enem sempre relacionam o que o homem e os governos podem fazer para alterar e reverter os problemas ambientais, os vestibulares tradicionais estão mais atentos ao conceito das poluições, além das causas e das consequências delas para o ecossistema.

Gabarito das questões
Enem 2010 (Questão 57) – B
Enem 2010 (Questão 59) – D
Enem 2011 (Questão 13) – A
Enem 2011 (Questão 85) – B
Enem 2016 (Questão 18) – D
Enem 2016 (Questão 80) – E