Clique e assine GE Play por R$16,90

Como manter uma boa rotina de estudos no segundo semestre

O GUIA preparou algumas dicas para você que está se organizando para encarar os últimos meses de estudo até as provas

Por Ana Lourenço - Atualizado em 29 ago 2017, 17h53 - Publicado em 29 ago 2017, 16h30
seb_ra/iStock

O estudo no segundo semestre deve ser diferente do primeiro, porque além de assimilar novos conteúdos, você já deverá aumentar progressivamente as sessões de revisão, à medida que o tempo até as provas começa a encurtar.

“O último semestre possui o papel de fechar alguns conceitos e promover uma revisão dos conteúdos que, estatisticamente, mais caem em vestibulares. Essa revisão deverá ser feita sempre com a realização de exercícios”, diz o professor Wanderley DaMatta, do COC São Bernardo.

O GUIA separou algumas dicas para você que está se preparando para encarar os últimos meses de estudo até o Enem (ou outros vestibulares importantes). Veja abaixo e programe-se para não deixar a peteca cair, hein? 😉

 

Organização

Não é hora de perder o ritmo! Passar o ano inteiro estudando é difícil, mas essa é a hora de manter o foco e lembrar que há uma meta a ser alcançada. Para isso, a boa e velha organização não pode fazer falta.

De acordo com o professor Pedro Sérgio Pereira, do COC São Bernardo, há três erros que os estudantes devem evitar: “O primeiro é assistir às aulas, mas não ler o material de estudos nem fazer os exercícios. Segundo: ao ter uma dúvida, não perguntar para o professor nem procurar o plantonista. E terceiro: valorizar demais os assuntos que não sabe, achar que não sabe nada e entrar em pânico”. Fuja destes pensamentos ou maus hábitos para ter um tempo mais produtivo.

Além disso, a revisão é feita para reforçar o que você já sabe e minimizar as lacunas no que não sabe. “O importante é não abandonar nenhuma matéria. Essa história de ‘vou me dedicar às humanas pois exatas não entendo’ é meio caminho andado para a reprovação. Esforce-se para ter o domínio sobre os temas relevantes de cada área, pois a aprovação depende do maior equilíbrio possível”, indica Pedro Sérgio.

Continua após a publicidade

Quanto ao cronograma de estudos, no segundo semestre é fundamental focar no que você realmente quer: o tipo de prova que você fará (Enem, Fuvest, ou outro vestibular), quais são as matérias principais cobradas neste exame e os critérios de cada banca corretora.

“Um dos ‘segredos’ para se dar bem na revisão é fazer as provas de anos anteriores. Imprima algumas provas do vestibular da faculdade que você vai prestar e resolva. Certamente dúvidas surgirão e, ao saná-las, você já estará recuperando alguns conceitos perdidos”, diz Wanderley.

Um medo comum dos estudantes é que alguns conteúdos do primeiro semestre acabem ficando para trás, seja porque não deu tempo de revisar, seja porque acabaram se acumulando. Nesse caso, é importante já definir tempo de estudo para esses conteúdos dentro do seu cronograma. “Gaste mais tempo para compreender esses conteúdos, pois aquilo que você já domina exige menos e pode ser resolvido com uma revisão, garantindo, assim, que você estude tudo antes da prova”, explica a professora Cristiane Carvalho, do COC Atibaia.

Descanso e preparo físico

Não é porque a reta final está chegando que você deve começar a virar noites para estudar. Pelo contrário: o esforço deve ser sempre equilibrado com os períodos de descanso, que são essenciais na assimilação do conteúdo.

“O ideal é que o aluno invista o mesmo tempo e horário de estudo de segunda-feira a sábado. Separe o sábado para a revisão do que foi estudado durante a semana e reserve o domingo para o descanso. Se você perceber que, depois de algumas horas de estudo, a sua capacidade de concentração e retenção de informações estiver reduzida, faça uma pausa para um pequeno descanso”, diz Cristiane. Ela também recomenda que se separe uma hora por dia, pelo menos três vezes por semana, para praticar alguma atividade física.

Ainda, durante a realização dos simulados e também na hora da prova, “procure criar o hábito de realizar inspirações profundas e expirações lentas, faça movimentos circulares para dentro e para fora com os pés e movimentos de contração da panturrilha, forçando levemente a ponta dos pés contra o chão para ativar a circulação sanguínea dos membros inferiores. Mantenha ambas as plantas dos pés sobre o chão, e a coluna reta”, explica Cristiane Carvalho.

Mais dicas

– Mantenha-se bem informado. Esteja sempre atento ao que está rolando em política, economia e meio ambiente. Outra boa estratégia é assistir a documentários específicos de temas importantes.

– Use materiais complementares. Procure videoaulas e exercícios na internet. Ler o capítulo antes da aula ou estudar o tema na internet vai fazer com que você já esteja familiarizado com o assunto na hora que o professor abordá-lo em sala.

– Procure filmes, livros, peças de teatro. Obras desse tipo podem ajudar a aprofundar o conhecimento em alguns temas. As que não tiverem relação com o vestibular podem ajudar a descontrair e descansar para a prova.

Continua após a publicidade
Publicidade