logo-ge

Como usar a internet a seu favor nos estudos, segundo Débora Aladim

A youtuber dá dicas de como driblar as distrações das redes sociais nas horas mais sérias do dia

Até professores e especialistas em educação têm percebido que abolir a tecnologia dos estudos não é a melhor forma de lidar com as distrações: na tentativa de não perder a concentração no livro, perde-se um universo inteiro de novas possibilidades.

Por outro lado, ignorar que a chance de distração existe também pode não ser o melhor caminho. Mais do que usar a internet como um meio, é preciso entender como ela funciona e criar métodos de estudo a partir disso. Quer um exemplo? Que tal, em vez de usar o celular para pesquisas na hora dos estudos, usar um computador, evitando assim as notificações do WhastApp e afins?

A dica é de Débora Aladim, dona de um dos maiores canais educativos do YouTube. Seu trabalho na plataforma — que ela diz ter sido o melhor acidente da sua vida — começou em 2013, quando ainda estava no Ensino Médio. Com o braço quebrado, decidiu gravar um vídeo para ajudar os colegas na prova, já que não podia escrever os resumos que costumava fazer. Seus vídeos logo viralizaram para além de sua rodinha de amigos. Hoje, Débora já tem quase 2 milhões de inscritos e se orgulha de ter sido uma das pioneiras do assunto no YouTube.

Embora sua especialidade seja a redação, as dicas de estudo para vestibulandos também ajudam muita gente, principalmente aqueles que estudam somente em casa. Para ela, a internet, e principalmente o YouTube, contribuíram muito para democratizar a educação. “Qualquer um, independente de onde esteja e da condição financeira consegue ter acesso a uma educação de qualidade e gratuitamente”.

Débora acabou de lançar o livro Redação Infálivel, que vai além da redação e dá dicas valiosas para organização dos estudos.

Conversamos com ela e reunimos algumas dicas para te ajudar a usar a tecnologia a favor dos seus estudos, seja explorando ferramentas ou evitando distrações.

Drible os algoritmos

 (Getty Images / Lucas S.Paiva/Guia do Estudante)

Uma estratégia recém-descoberta por Débora é a dupla conta no YouTube. Quando você usa a mesma conta para ver clipes da Beyoncé, assistir Porta dos Fundos e estudar matemática, em algum momento sua concentração na geometria analítica vai ser interrompida por um vídeo engraçadinho na barra de sugestões. A ideia que alguns seguidores da youtuber tiveram é criar uma conta para os estudos e a outra para a diversão. Assim você não só evita as distrações como também descobre novos canais de educação, já que a plataforma tende a te conteúdos de acordo com seu perfil e com o que você mais vê.

Crie pastas no computador e no celular

 (Getty Images / Lucas S.Paiva/Guia do Estudante)

Que tal montar um caderno online? A dica é criar pastas para se organizar de acordo com os assuntos e reunir resumos, redações,imagens, listas de exercícios e o que mais for interessante para seus estudos. Além de ocupar menos espaço físico, você terá um bom arquivo para estudar onde for preciso.

Recursos do celular

 (Getty Images / Lucas S.Paiva/Guia do Estudante)

Alguns dos recursos de celular mais usados por Débora são o gravador e o cronômetro. Ela usa o gravador para captar o áudio das aulas e depois revisar os assuntos que foram vistos. Mas uma boa ideia também é gravar sua própria voz para fixar os assuntos. Já o cronômetro faz parte da sua rotina de estudos por conta da metodologia de estudo que utiliza, a Pomodoro. A técnica consiste em estudar 15 minutos ininterruptos e em profunda concentração, e depois descansar por 5 minutos. Assim, você se mantém motivado por mais tempo, já que em vez de ter como objetivo um dia de estudo sem pausas, você coloca curtos períodos de tempo.

Se puder, opte pelo computador

 (Getty Images / Lucas S.Paiva/Guia do Estudante)

A dica que já mencionamos é trocar as pesquisas pelo celular por pesquisas no computador na hora dos estudos. Assim você evita as tentadoras notificações das redes sociais enquanto assiste a um vídeo ou lê sobre algum assunto importante.