logo-ge

Escolas europeias mandam lição por e-mail para aluno ?ilhado? devido a vulcão

Na Europa, caos aéreo não é desculpa para moleza: professores pedem que estudantes procurem cibercafé e mandem tarefas via internet

da redação

Aeroportos fecharam, mais de 63 mil voos foram cancelados e 6,8 milhões de passageiros não conseguiram chegar a seus destinos devido às cinzas expelidas pelo vulcão islandês Eyjafjallajoekull. Mas nenhum desses é motivo suficiente para perder aulas – pelo menos não na Europa. As escolas do velho mundo têm mandado lições e aulas por e-mail para os alunos que não conseguiram voltar para as aulas desta segunda-feira (19).

– MUNDO ESTRANHO: Qual a pior erupção da história?

Para muitas estudantes, o dia seria de volta às aulas depois das férias de primavera. Mas o retorno foi adiado devido ao caos que toma conta do espaço aéreo europeu, relata reportagem no site do jornal inglês The Guardian (acesse o texto, em inglês).

“Sabemos que nossos alunos têm feito o máximo para voltar, mas não conseguiram. Então resolvemos dar esse apoio online”, explicou Anthony Seldon, da universidade Wellington, ao jornal.

– Nos EUA: hacker de 9 anos invade sistema de escola

A instituição mandou lição de casa e simulados para os 109 alunos que passavam férias longe de casa. Os estudantes foram avisados que deveriam procurar um cibercafé para cumprir com os “deveres acadêmicos”.

Longe de casa, um professor de ensino fundamental usou uma webcam para conversar com seus alunos, ainda segundo a reportagem. Outras escolas, com professores presos em outros países, tiveram mesmo de suspender temporariamente as aulas.

Na Espanha, o jornal El País publicou relato de uma professora valenciana presa com 16 alunos na Holanda. Eles tinham ido a Amsterdã participar de uma competição inter-colegial e não conseguiram retornar. “O nervosismo já começa a crescer. Começamos nossa odisseia [para voltar para casa]”, relata a professora.

SAIBA MAIS

– Notícias de Vestibular
– Notícias de Enem