logo-ge

Estude as obras literárias da Fuvest – Auto da Barca do Inferno

Saiba mais sobre a obra de Gil Vicente

Pessoal, até outubro vamos publicar aqui no blog dicas legais sobre as nove obras literárias obrigatórias da Fuvest 2012.

Para quem não sabe, são elas: Auto da barca do inferno, de Gil Vicente; Memórias de um sargento de Milícias, de Manuel Antônio de Almeida; Iracema, de José de Alencar; Dom Casmurro, de Machado de Assis; O Cortiço, de Aluísio Azevedo; A cidade e as serras, de Eça de Queirós; Vidas secas, de Graciliano Ramos; Capitães da areia, de Jorge Amado; e Antologia poética, de Vinícius de Moraes.

A ideia é falar um pouco do livro e, claro, dar as dicas de como aprender mais sobre elas de uma maneira divertida! E não se esqueçam: mesmo com as dicas, é essencial ler o livro na íntegra. Resumos e análises só para aquela revisão final antes das provas.

Ah, vale lembrar que as obras da Fuvest 2012 são as mesmas cobradas pela Unicamp!

Começamos com “Auto da barca do inferno”, do português Gil Vicente.

Na clássica peça de 1517, considerada marco inaugural do estilo em Portugal, viajantes que acabaram de morrer chegam desorientados e precisam subir em uma das duas barcas que o esperam. Uma vai para o céu. A outra, para o inferno.

Ilustração da edição original do livro

Enquanto o diabo é um anfitrião solícito que quer todos em sua barca, o anjo é difícil de ser convencido. Os diversos personagens que dialogam com os dois barqueiros representam a sociedade medieval da época e são igualmente julgados, não importando as classes sociais: padre, prostituta, cavaleiro, juiz: todos têm a vida passada a limpo.

Auto da Barca do Inferno – Conheça os personagens da peça de Gil Vicente

– Gil Vicente – biografia do autor crítico e satírico

Veja dicas de uma história em quadrinhos e um programa de televisão para você se divertir e aprender um pouco mais sobre o livro:

Quadrinhos

A Editora Peirópolis lançou agora a versão em quadrinhos do clássico, com ilustrações de Laudo Ferreira e cores de Omar Viñole. O texto preserva rimas, métricas e o português arcaico da peça.

Como o texto original, de fato, é um tanto complicado e que requer muita atenção (e notas de rodapé explicando o significado de diversas palavras), os quadrinhos ajudam a entender melhor a história e deixá-la mais divertido.

Televisão

Na TV Cultura foi produzida uma série chamada “Tudo o que é sólido pode derreter”, que conta a história de Thereza e seus amigos em um colégio de São Paulo.

Em cada episódio ela estuda grandes obras da literatura de língua portuguesa e sua vida sempre acaba se envolvendo com as histórias e os personagens.

No primeiro episódio, o livro abordado é “Auto da barca do inferno”. É o primeiro dia de aula e Thereza está meio tímida na sala, há muita gente que não conhece. Prestando atenção nas pessoas a sua volta, ela começa a imaginar qual seria o destino de cada um se também fossem personagens do livro de Gil Vicente.

É possível assistir o episódio no site da Cultura.

– Estude as obras literárias com os resumos do Guia do Estudante!