Clique e assine GE Play por R$16,90

Estude as obras literárias da Fuvest – O Cortiço

Por Redação - Atualizado em 16 Maio 2017, 13h49 - Publicado em 25 out 2011, 13h19

No sétimo post sobre os livros obrigatórios da Fuvest e Unicamp 2012, vamos falar de O Cortiço, de Aluísio Azevedo.

Romance publicado em 1890, O Cortiço é o principal livro do naturalismo brasileiro, corrente literária próxima do realismo, mas que tem suas bases no determinismo (o meio, o lugar e o momento influenciam decisivamente o ser humano) e na teoria da evolução de Charles Darwin.

O enredo conta a história de diversos moradores de um cortiço no Rio de Janeiro, em um ambiente de extrema humildade e pobreza. Ali, ele descreve a sociedade brasileira, formada por portugueses, negros e mulatos, pobres e ricos. Entre as personagens, estão João Romão, Miranda e Jerônimo.

– Confira o resumo e análise de O Cortiço, obra de Aluísio de Azevedo

A seguir uma dica de filmes e quadrinhos para você se divertir e aprender um pouco mais sobre a obra:

Filmes

O filme de 1978 dirigido por Francisco Ramalho Jr. traz no elenco, entre outros atores, a atriz Betty Faria. Fiel ao livro de Aluísio Azevedo, o filme retrata o cortiço carioca e foca a trama em João Romão, o português dono das casas, e Rita Baiana, mulher expansiva e muito desejada.

Continua após a publicidade

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=49HqCX4abc0?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&loop=0&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=425&h=344%5D

Esse filme de 1978 é encontrado facilmente em locadoras. Já outra versão do livro que foi para o cinema, de 1945, é peça rara e deve ser difícil de encontrar. Mesmo assim, a película de 1945 de Luiz de Barros vale a pena, por trazer muita comédia e ter, entre seus atores, Colé Santana.

Histórias em quadrinhos

Uma boa opção de HQ de O Cortiço é a adaptação de Rodrigo Rosa e Ivan Jaf, lançada pela Editora Ática. Rosa e Jaf fizeram intensa pesquisa para reconstituir a paisagem do morro carioca com seus cortiços no século XIX.

Outra versão em quadrinhos faz parte da coleção Literatura Brasileira em Quadrinhos e foi adaptada Rodrigo Vilachã. A obra traz o texto de Azevedo na íntegra. Acompanhado das ilustrações.

Continua após a publicidade
Publicidade