logo-ge

Hacker de 9 anos invade sistema de notas de escolas americanas

Garoto burlou segurança de plataforma de aulas virtuais e conseguiu mudar senhas de professores e apagar aulas

da redação

Em tempos de educação a distância, a tentação de roubar o diário de notas da professora também migrou para o mundo virtual. Nos Estados Unidos, a nova moda entre os estudantes é burlar os sistemas online de notas. Um mini-hacker, de 9 anos, protagonizou o caso mais recente na Virgínia, publicado no jornal Washington Post na última quinta-feira (15).

No conforto de seu lar, o pequeno prodígio derrubou os protocolos de segurança do sistema escolar de todo condado de Fairfax. Trocou as senhas dos professores e funcionários, mudou e apagou conteúdos de aulas e atividades virtuais.

– USP terá primeira graduação de ciência a distância no ano que vem

“Você é mais esperto que um aluno de terceira série? Aparentemente o sistema das escolas públicas de Fairfax não”, diz a reportagem. Segundo o texto, a polícia chegou ao garoto depois de rastrear o IP das invasões. As suspeitas recaiam sobre a mãe, mas depois de conversar com ambos, foi fácil identificar que quem dominava o PC da casa era o pequeno.

“Ele é um menino de 9 anos muito inteligente, sem intenções criminosas”, disse um oficial militar ao repórter. A polícia da cidade resolveu não punir o garoto. Os puxões de orelha vão ficar para a empresa contratada pelas escolas públicas de Fairfax.

LEIA MAIS
– Notícias de vestibular
– Notícias de Enem
– Reportagem do Washington Post, em inglês