Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Mulheres na ciência? Sim, nós podemos! Conheça a história de Ada Lovelace

Por Redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h58 - Publicado em 15 out 2014, 03h10

O dia 14 de outubro é muito especial para a história das mulheres. É dia de lembrar as conquistas femininas na ciência, tecnologia, engenharia e matemática! Chamado de Ada Lovelace Day, a data é uma ótima oportunidade para incentivar a participação da mulher em áreas historicamente dominadas por homens.

tumblr_inline_ndfodfK0aV1rqhhpw

Imagem: reprodução/tumblr

E quem foi Ada Lovelace? Ela é considerada a primeira programadora do mundo, muito antes da nossa ideia atual de computador pessoal existir. Nasceu em 1815, no Reino Unido, e era filha de Lorde Byron, a única filha legítima do escritor com sua esposa Anne Isabella. Para quem não lembra das aulas de literatura, Byron foi um dos expoentes do Romantismo e um dos poetas mais boêmios e devassos da História. No entanto, a mãe de Ada gostava bastante de matemática e, para evitar que a filha seguisse o caminho literário do pai, incentivou os estudos da menina nas ciências exatas.

ADA LOVELACE 2

Imagem: Wikipedia Commons

Ada cresceu nesse ambiente de lógica e de estudos matemáticos e logo seus talentos com os números a aproximaram do inventor Charles Babbage. professor e inventor que já tinha alcançado celebridade considerável com seus planos visionários de criar uma máquina de cálculos gigante. Charles Babbage e Ada Lovelace tinham a personalidade parecida e se tornaram amigos de longa data. Em 1842, Lovelace traduziu um pequeno artigo que descrevia a “Máquina Analítica”, escrito pelo matemático italiano Luigi Menabrea, para publicá-lo na Inglaterra. Babbage pediu-lhe para expandir o artigo, “já que ela entendia a máquina tão bem”. O artigo final ficou mais de três vezes maior que o original e continha várias ideias precursoras dos atuais programas de computador, assim como observações sobre os potencias usos da máquina, incluindo a manipulação de símbolos e a criação de música. Embora Babbage e seus assistentes tivessem esboçado programas para o máquina antes, as ideias de Lovelace foram muito mais elaboradas e completas. Por isso, a inglesa é conhecida como a primeira programadora do mundo.

– Conheça outras 10 mulheres muito importantes para a ciência

Foi uma pena que, no entanto, ela não tenha sido reconhecida durante sua vida. Ada Lovelace morreu de câncer aos 36 anos, poucos anos depois da publicação de “Esboço da Máquina Analítica, com Notas do Tradutor”. Os estudos permaneceram quase esquecidos, até que as anotações de Lovelace foram republicadas e se tornaram essenciais para inspirar o trabalho de Alan Turing sobre os primeiros computadores modernos na década de 1940.

Ada Lovelace serviu de inspiração para muitos outros inventores, incluindo Michael Faraday, físico e químico inglês, conhecido por seus trabalhos sobre indução eletromagnética.

A gente torce para que sua personalidade visionária e forte ajude a despertar a cientista que existe dentro das meninas que estejam lendo esse texto! ;D

Continua após a publicidade
Publicidade