Assine Guia do Estudante ENEM por 15,90/mês
Continua após publicidade

Advérbios: entenda o que são eles e não erre mais

Essenciais na comunicação, advérbios são palavras que modificam, intensificam e caracterizam elementos numa frase

Por Luccas Diaz
Atualizado em 22 fev 2024, 15h18 - Publicado em 12 fev 2024, 17h30

O advérbio nada mais é do que um grupo de palavras que modificam, intensificam ou caracterizam outras palavras. Tem função parecida com a dos adjetivos – mas estes, vale lembrar, só caracterizam substantivos. Os advérbios são usados, principalmente, para enriquecer a comunicação, indicando circunstâncias de quando, onde ou como um evento ocorreu.

+ Adjetivos: o que são, quais tipos existem e quando usar

Nas aulas de Gramática, é comum o professor iniciar a explicação desta classe gramatical analisando a etimologia da palavra: “ad” vem do latim e significa “junto a” ou “junto de”. Advérbio, portanto, são palavras que acompanham o verbo.

Neste breve mergulho gramatical, o GUIA DO ESTUDANTE explora os tipos de advérbio, suas funções e graus comparativos.

O que é advérbio?

Para começar, vamos analisar a primeira estrofe do poema “Autopsicografia”, de Fernando Pessoa.

O poeta é um fingidor
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

Continua após a publicidade

Repare na palavra grifada “completamente”. No contexto do trecho, a palavra está reforçando a intensidade do processo ficcional do poeta, capaz de transformar em objeto estético um elemento do mundo real. Assim, a palavra “completamente” está caracterizando a palavra “finge”. “Completamente” é, portanto, um advérbio.

Ainda neste mesmo exemplo, podemos buscar outra palavra que não está grifada, mas também é um advérbio. No verso em que aparece, está exprimindo uma ideia de veracidade, certeza, abundância. Conseguiu achar?

É “deveras“, advérbio que está acompanhando a palavra “sente”. O eu-lírico está se referindo à dor que o poeta sente em grande quantidade, que sente para valer.

+ O que é um verbo e como classificá-lo

Tipos de advérbio

Assim como os adjetivos, os advérbios também podem ser categorizados segundo a sua intenção. No exemplo anterior, “completamente” é um advérbio de modo, porque caracteriza o modo como o poeta finge.

Continua após a publicidade

São sete as categorias mais conhecidas de advérbios, sendo elas: 

  1. Advérbio de Tempo (ontem, hoje, amanhã, cedo, tarde, depois, já, nunca etc.)
  2. Advérbio de Lugar (aqui, lá, abaixo, acima, dentro, fora etc.)
  3. Advérbio de Modo (assim, bem, devagar, melhor, pior, depressa, levemente, fortemente, indubitavelmente etc.)
  4. Advérbio de Intensidade (bastante, muito, pouco, mais, menos, demais etc.)
  5. Advérbio de Afirmação (sim, certamente, realmente, efetivamente etc.)
  6. Advérbio de Negação (não, nunca)
  7. Advérbio de Dúvida (acaso, porventura, talvez, quiçá etc.)

Função do advérbio

Cantora performando em palco
(Unsplash/Reprodução)

De forma sucinta, podemos dizer que os advérbios são como adjetivos amplificados. Isto é, caracterizam, intensificam ou modificam elementos de uma frase. Diferentemente dos adjetivos, que modificam apenas substantivos, porém, os advérbios abrangem uma variedade maior de palavras, podendo influenciar verbos, adjetivos, outros advérbios e até mesmo frases inteiras.

Veja exemplos de cada tipo de combinação.

1. Modificando um verbo

“O cantor apresentou bem a canção.”

O advérbio de modo (bem) modificou o verbo (apresentou) e enfatizou a qualidade da apresentação.

2. Modificando um advérbio

“Ela fala inglês extremamente fluente.”

O advérbio de intensidade (extremamente) modificou o advérbio de modo (fluente), evidenciando o alto nível de fluência da personagem.

Continua após a publicidade

3. Modificando um adjetivo

“O filme era bastante emocionante.”

O advérbio de intensidade (bastante) modificou o adjetivo (emocionante), realçando o grau de emoção transmitido pelo filme.

4. Modificando uma frase

Curiosamente, todos concordaram com a proposta.”

O advérbio de modo (curiosamente) alterou toda a frase, indicando uma observação peculiar. Geralmente, assim como neste casos, o advérbio expressa a perspectiva do autor da fala.

Graus do advérbio

Atleta praticando esporte do salto
(Freepik/Reprodução)

Dependendo de como o advérbio é inserido dentro de uma construção frasal, ele pode implicar três tipos de graus comparativos:

  1. Superioridade
  2. Inferioridade
  3. Igualdade

Só pelos nomes já dá para se ter uma ideia do que são esses graus. Podemos entendê-los como uma forma de manifestação do advérbio, que imprime uma das três qualidades descritas acima. Vamos aos exemplos.

1. Grau comparativo de superioridade

Quando queremos afirmar que tal elemento tem uma função maior que determinado outro, usamos a seguinte combinação: “mais” + [advérbio] (+ “do que” ou “que”).

Continua após a publicidade

“O atleta saltou mais alto durante a competição.”

A combinação “mais alto” destaca que o atleta conseguiu um salto superior em relação aos outros competidores.

“Ela trabalha mais diligentemente do que qualquer colega na empresa.”

O combo “mais diligentemente” está somado à expressão “do que”, indicando que a funcionária trabalha com mais dedicação do que qualquer outro colega na empresa.

2. Grau comparativo de inferioridade

Na contramão, quando queremos diminuir tal elemento em detrimento de outro, usamos o combo “menos” + [advérbio] (+ “do que” ou “que”).

“Marcus lê o documento menos cuidadosamente do que o revisor.”

A combinação “menos cuidadosamente” expressa o grau comparativo de inferioridade, sugerindo que a leitura de Marcus é menos cuidadosa em comparação com a do revisor.

“A nova equipe participa das reuniões menos assiduamente do que a anterior.”

Aqui, “menos assiduamente” está indicando que a participação da nova equipe nas reuniões é menos frequente do que a da anterior.

Busca de Cursos

Continua após a publicidade

3. Grau comparativo de igualdade

Por fim, quanto queremos afirmar que tal elemento tem mesma característica que outro, usamos o combo “tão” + [advérbio] + “quanto”.

“Ela dança tão graciosamente quanto a irmã mais velha.”

A expressão “tão graciosamente quanto” expressa o grau comparativo de igualdade, indicando que a dança dela é tão elegante quanto a da irmã mais velha.

“Eles participam das reuniões tão assiduamente quanto a equipe anterior.”

Aqui, “tão assiduamente quanto” está indicando que a participação da nova equipe nas reuniões é tão frequente quanto a da equipe anterior.

Entre no canal do GUIA no WhatsApp e receba conteúdos de estudo, redação e atualidades no seu celular!

Compartilhe essa matéria via:

 Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso GUIA DO ESTUDANTE ENEM e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país.

Publicidade
Advérbios: entenda o que são eles e não erre mais
Estudo
Advérbios: entenda o que são eles e não erre mais
Essenciais na comunicação, advérbios são palavras que modificam, intensificam e caracterizam elementos numa frase

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se você já é assinante faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

DIGITAL
DIGITAL

Acesso ilimitado a todo conteúdo exclusivo do site

A partir de R$ 9,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.