logo-ge

Resumo de biologia: Recifes de Corais e interações ecológicas

Os recifes de corais são estruturas rochosas constituídas por uma série de organismos marinhos portadores de esqueleto calcário. A composição calcária do recife de coral é bastante resistente à ação das ondas e das marés e muito rígida. Porém, muito frágil às mudanças ambientais. Cerca de 27% de todos os recifes de coral do mundo foram degradados por conta do aquecimento global e ações predatórias como o crescimento irregular das cidades costeiras e a poluição.

Geralmente surgindo em zonas costeiras com águas claras, rasas e quentes, os corais são fundamentais para muitas populações que dependem dele para a pesca e turismo. Além disso, os corais são o ecossistema marinho com maior biodiversidade já que trazem junto deles inúmeros peixes, crustáceos e outros animais marinhos que dependem direta ou indiretamente dele. Além disso, os corais oferecem proteção aos sistemas costeiros formando uma barreira natural para as marés.

No Brasil, os recifes de coral ocupam áreas imensas com cerca de três mil quilômetros de costa e são as únicas formações do tipo no Atlântico Sul. Das 350 espécies de corais existentes no mundo todo, 18 delas encontram-se no Brasil, sendo que oito só existem em mares brasileiros.