Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Chegada da família Real ao Brasil e seus desdobramentos

O que é preciso saber para o vestibular

Por Redação Atualizado em 25 out 2017, 17h06 - Publicado em 18 nov 2011, 12h20

Em 1806, o bloqueio comercial à Inglaterra imposto pela Europa continental por Napoleão Bonaparte foi desrespeitado por Portugal, que dependia economicamente dos britânicos. A invasão francesa no terrítório lusitano, com retaliação, tornou-se iminente, e, em 1808, o rei português dom João VI e a sua corte fugiram para o Brasil.

Assim que chegou à colônia, o monarca decretou a abertura dos portos às nações amigas. Com a possibilidade de comercializar com outros países que não à metrópole, o Brasil ficou praticamente livre do pacto colonial.

No entanto, a principal beneficiada com a medida foi à Inglaterra, que passou a dominar o comércio com o Brasil. Os produtos ingleses chegavam aqui com impostos de 15%, enquanto outros países pagavam 24%, o que acabou prejudicando o desenvolvimento da indústria brasileira.

Visto que isso poderia prejudicar o desenvolvimento nacional, dom João adotou várias medidas econômicas como o estímulo ao estabelecimento de indústrias no Brasil, a construção de estradas, o cancelamento da lei que não permitia a criação de fábricas no Brasil, as reformas dos portos, a criação do Banco do Brasil e instalação da Junta de Comércio.

Continua após a publicidade
Publicidade