logo-ge

Unesp suspende vestibular de meio de ano

Em crise financeira, a universidade afirma que a medida faz parte de um movimento para repensar o vestibular e as formas de ingresso

Ontem (13) o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão Universitária (Cepe) da Unesp aprovou a medida que suspende o vestibular de meio de ano da universidade. O processo oferecia 360 vagas, todas em cursos de Engenharia, para ingresso no segundo semestre.

Em uma reforma que já vinha sendo discutida desde o ano passado, era apontado que a oferta era muito desproporcional ao vestibular de fim de ano, com cerca de 7.300 vagas. No entanto, os custos e os esforços operacionais, segundo a pró-reitora de graduação da Unesp, Gladis Massini-Cagliari, eram semelhantes.

Apesar de a medida ter sido aprovada em um contexto de grave crise na universidade, que enfrenta desde o no ano passado dificuldades para pagar o 13º salário dos funcionários, esse não é o um dos fatores de destaque da nota emitida no site da Unesp. Nela, a pró-reitora afirma que ter apenas um vestibular, no final do ano, é uma medida que está de acordo com os anseios da sociedade, por coincidir com o fim do ano letivo das escolas, e que abre também caminho para novas alternativas de ingresso.

“A medida faz parte de um movimento maior de rediscussão do nosso vestibular, por meio do qual estamos concebendo formas alternativas de ingresso na Unesp, como um melhor aproveitamento da nota do Enem e a busca de talentos entre participantes de olimpíadas estudantis e entre bolsistas de iniciação científica no ensino médio”, finaliza.