Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Universitários auxiliam pré-vestibulandos em nova plataforma

Projeto oferece orientação de estudo e desenvolvimento de habilidades emocionais

Por Odhara Caroline Rodrigues Atualizado em 29 mar 2017, 18h19 - Publicado em 29 mar 2017, 18h16
Vinicius Gaby, fundador do projeto “Passei!” Vinicius Gaby/Arquivo pessoal

O seu sucesso no vestibular não depende apenas da sua capacidade de decorar fórmulas. Antes de tudo, as provas que te separam da sonhada vaga universitária são uma maratona física e emocional. Ficar sentado por quatro horas não é fácil – muito menos manter o foco e não se deixar dominar pela ansiedade.

Vinicius Gaby sabe disso. O estudante, que veio de Rondônia para fazer cursinho em São Paulo e conquistou uma vaga na concorrida Medicina da USP, fundou em 2016 o “Passei!“. A plataforma busca conectar estudantes universitários a estudantes do Ensino Médio de escolas públicas que almejem uma vaga em instituições de ensino superior. Neste ano, o projeto amplia a sua atuação. “Nosso pressuposto é ajudar o estudante a desenvolver não apenas a competência acadêmica, mas também a emocional necessária para o vestibular”, explica Vinicius em entrevista ao Guia do Estudante.

Ele acredita que, ainda que saber o conteúdo cobrado seja muito importante, o desenvolvimento emocional é necessário para que o candidato possa chegar à prova preparado. “É preciso que quem vai prestar o vestibular tenha capacidade não apenas de planejar o tempo, mas também de realizar as atividades planejadas”, diz. “Também é importante um autoconhecimento profundo, para que o estudante saiba qual o melhor método de estudo para ele e como manter o foco e eliminar a distração. Equilibrar todos os pilares da vida, o estudo, o descanso e a alimentação, por exemplo, merece atenção. Um outro ponto é o desenvolvimento de capacidade e merecimento, ajudar o estudante a se sentir seguro e merecedor”, o universitário enumera.

Quando foi fundado, o “Passei!” se resumia às orientações acadêmicas e de estudo. Neste ano, na reunião semanal de uma hora via videoconferência entre mentores e mentorados, eles também devem tratar do desenvolvimento das habilidades emocionais do vestibulando. A plataforma oferecerá oito módulos de quatro semanas, mais um extra, que tratam de temas como foco, desempenho e planejamento – tudo com o objetivo de ajudar o estudante a se fortalecer emocionalmente para as provas. No início de cada um desses módulo, a equipe do “Passei!” se reunirá com todos os estudantes, também por meio de videoconferências, para uma mentoria sobre o assunto a ser tratado.

“Sempre acreditei na ideia de que facilitar o acesso ao Ensino Superior é o primeiro passo para mudar a vida do estudante e gerar oportunidade para toda a comunidade em que ele está inserido”, afirma Vinicius. Nos próximos meses, a “Passei!” começa a planejar um novo projeto. Eles pretendem organizar eventos presenciais em escolas públicas para conversar com os estudantes sobre desenvolvimento emocional e acadêmico. A mentoria já está com inscrições abertas – clique aqui para acessar o edital de participação. São 50 vagas para mentorados que estejam no último ano do ensino médio em escolas públicas ou que tenham se formado no ano passado, e 50 vagas para estudantes universitários que queiram participar do projeto como mentores.

Veja mais informações diretamente no site do projeto.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade